Leia também:
X Bolsonaro alfineta: ‘Quem não quiser a verdade vai lá, na Globo’

Guedes: Brasil “está decolando mais uma vez”, apesar de crise hídrica e inflação

Ministro prevê crescimento de 5,5%

Pierre Borges - 01/10/2021 15h07 | atualizado em 01/10/2021 15h34

Ministro da Economia, Paulo Guedes Foto: EDU ANDRADE/Ascom/ME

O ministro da Economia, Paulo Guedes, reafirmou nesta sexta-feira (1º), durante assinatura do decreto da chamada Cédula de Produto Rural (CPR) Verde, que o Brasil está “decolando mais uma vez, apesar da crise hídrica e da inflação subindo”.

Durante seu discurso, o ministro afirmou que o país irá crescer 5,5% este ano e elogiou a participação do Congresso Nacional e do Supremo Tribunal Federal (STF) na retomada econômica.

– O Brasil se levantou justamente com a ajuda da parte que quer o Brasil melhor: o Congresso, o Supremo… Todos estão nos ajudando nessa reconstrução – disse o ministro.

Guedes defendeu a PEC dos precatórios e a reforma do Imposto de Renda e disse confiar que o Congresso irá aprovar as propostas. Desta forma, ele afirmou que será “garantido o Bolsa Família subindo mais de 60%; bem mais do que subiu a comida e o combustível”.

– Quem não pagava imposto nos últimos 25 anos, os super-ricos, estão tendo que botar a mão no bolso e pagar só 15%. Então, é claro que eles terão que contribuir com o Brasil – declarou.

Guedes reforçou ainda que está aguardando uma orientação do STF sobre os precatórios.

– Nós temos que escolher. Nós vamos pagar os frágeis e mais vulneráveis, ou nós vamos pagar os super precatórios? Temos que escolher, estamos esperando essa orientação do Supremo – disse.

A proposta do governo, após as aprovações é criar um programa para substituir o Bolsa Família. O chamado Auxílio Brasil deve ser adotado ainda este ano.

Leia também1 Artista recebe R$ 450 mil e entrega quadros vazios a museu
2 UE vê possível conexão de vacina da Janssen com tromboembolia
3 Bolsonaro alfineta: 'Quem não quiser a verdade vai lá, na Globo'
4 Covid: Rio avalia fim do uso de máscara a partir de novembro
5 Pai de Rodrigo Maia tem pedido negado pela Comissão de Anistia

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.