Leia também:
X Decreto de Bolsonaro amplia atividades essenciais

Governo cria ‘Placar da Vida’ para listar curados da Covid

Objetivo é enfatizar dados positivos da pandemia

Pleno.News - 29/04/2020 21h32

Governo quer enfatizar dados positivos da pandemia Foto: EFE/Stephanie Lecocq

Atendendo ao pedido do ministro Luiz Eduardo Ramos, da Secretaria de Governo, a Secom (Secretaria de Comunicação Social) da Presidência da República passou a divulgar o Placar da Vida.

O instrumento nas redes sociais destaca dados positivos relacionados à Covid-19, como número de curados.

– Mais de 32,5 mil brasileiros curados da Covid-19. Até as 14h desta terça-feira (28) foram registrados no Brasil 71.886 diagnósticos confirmados da doença e 34.325 (48%) casos seguem em acompanhamento – diz a publicação desta terça.

Há ainda um quadro, intitulado Placar da Vida com os números ligados à doença. Esse placar inclui o número de infectados, o total de curados e em recuperação. Foram destacados em amarelo o número de curados, 32.544, o que equivale a um percentual de 45%.

O pedido por mais destaque positivo em notícias sobre a doença tem sido frisado por Ramos. Em entrevista coletiva no Palácio do Planalto, na semana passada, ele criticou o que chamou de “cobertura maciça de fatos negativos” da imprensa na crise do novo coronavírus.

– No jornal da manhã é caixão, corpo; na hora do almoço, é caixão novamente. No jornal da noite é caixão, corpo e número de mortos. Eu pergunto a todos: como é que você acha que uma senhora de idade, uma pessoa humilde ou que sofre de outra enfermidade se sente com essa maciça divulgação desses fatos negativos. Não está ajudando – disse.

Na sequência, o ministro, que tem a Secom como órgão subordinado à sua pasta, disse que com isso não estava pedindo que dados ruins fossem ocultados.

– Os senhores [jornalistas] têm que também… eu conclamo e peço encarecidamente, tem tanta coisa positiva acontecendo – disse.

A pressão do governo para que fossem divulgados mais dados positivos e menos negativos vem desde a gestão de Luiz Henrique Mandetta na Saúde. Ele foi demitido por Bolsonaro após divergências sobre a condução da política sanitária em meio à crise.

*Folhapress

Leia também1 Interino da PF é próximo de Moraes e aliado de Moro
2 Com Covid, Sikêra Jr chora ao vivo: "Peço a Deus para passar"
3 Casos de Covid-19 no Brasil passam de 78 mil, diz Saúde

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.