Glenn diz que não irá entregar vazamentos às autoridades

Declaração foi dada durante audiência da CCJ do Senado

Pleno.News - 11/07/2019 15h50

Glenn Greenwald durante audiência no Senado Foto: Edilson Rodrigues/Agência Senado

Nesta quinta-feira (11), o jornalista Glenn Greenwald , fundador do site The Intercept Brasil, disse que não irá entregar as supostas mensagens vazadas do ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, às autoridades. A declaração foi dada durante audiência da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado.

Os supostos diálogos, revelados inicialmente pelo The Intercept, trazem Moro, na época juiz dos casos da Lava Jato, conversando com integrantes do Ministério Público. Um deles é o procurador Deltan Dallagnol, coordenador da operação em Curitiba. De acordo com o jornalista, as conversas são totalmente autênticas.

– Nós não entregamos e nunca vamos entregar nossa material jornalístico para a polícia ou tribunais porque isso é uma coisa que acontece em países autoritários, tiranias, e não democracias. O que nós fizemos, como profissionais, nós verificamos com muita cautela que o material é totalmente autêntico – apontou.

Durante a audiência, Glenn Greenwald também criticou o fato de Moro ter uma “memória tão incapacitada que ele não pode lembrar nada”. Ele ainda disse que o The Intercept não teve nenhum envolvimento na obtenção das conversas.

– Nenhum jornalista, nem eu, teve qualquer envolvimento na ação para obter e pegar esses documentos. O único papel foi o papel de jornalista, receber informação de interesse público – ressaltou.

LEIA TAMBÉM+ Calheiros parabeniza Glenn por "combate à corrupção"
+ MP quer barrar investigação financeira de Greenwald


Clique para receber notícias
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo