Leia também:
X Bolsonaro vai a churrasquinho de rua e atende apoiadores

Gabriel Monteiro rebate críticas de colunista da Folha

Joel Pinheiro questionou PM sobre investida em festa em universidade do Rio de Janeiro

Rafael Ramos - 11/08/2020 12h05

Gabriel Monteiro rebateu Joel Pinheiro na Jovem Pan Arte: Pleno.News

Reintegrado à Polícia Militar, o youtuber Gabriel Monteiro compartilhou, nesta terça-feira (11), um vídeo de sua participação no programa Morning Show, da Jovem Pan. O registro é da edição que foi ao ar no dia 6 de agosto. No trecho publicado, o policial militar é interpelado pelo colunista da Folha de S. Paulo, Joel Pinheiro.

Pinheiro fez menção ao episódio em que Gabriel Monteiro denunciou uma festa regada a sexo, drogas e álcool que aconteceu no ano passado em um dos prédios da Universidade Federal Fluminense, no Rio de Janeiro. Contrário ao governo do presidente Jair Bolsonaro, o colunista criticou a investida de Gabriel à festa.

Ao ser questionado pelo militar se sabia a localização do prédio onde acontecia a festa, Joel Pinheiro não soube responder e tentou desconversar. Insistente, Gabriel Monteiro mandou o entrevistador ter responsabilidade na hora de fazer afirmações no ar por estar representando a Jovem Pan durante o programa.

– Aquele prédio foi construído com erário público e está fechado há meses por causa da minha denúncia porque aquilo virou uma cracolândia com drogas e sexo explícito. Inúmeras estudantes com medo de passar por ali e serem estupradas. Eu não tenho nada editado, o vídeo é ao vivo.

View this post on Instagram

#pmerj #policiamilitar #policiacivil #pmmg #pmesp #infantaria #brasil #brasilacimadetudo #brasilacimadetudodeusacimadetodos #deusacimadetudo #deusacimadetodos #gabrielmonteiro #policia #guerra #selva #freefire #freefirebrasil #marinhadobrasil #pqd #exércitobrasileiro #exercitobrasileiro #servireproteger #vidasaudavel

A post shared by Gabriel Monteiro (@gabrielmonteiropm) on

Joel ainda tenta justificar a atitude dos estudantes ao afirmar que era uma festa universitária. Imediatamente ele é rebatido por Monteiro, que afirma que trata-se de um prédio público.

– Quer fazer alguma sacanagem? Quer beber? Quer transar? Que faça num motel! Que faça dentro de casa, mas não vem fazer em construção pública porque meus pais trabalharam pesado para construir aquele prédio e está estudantezinho fazendo sacanagem explícita. Eu não aceito e não é à toa que o prédio foi fechado pelo reitor.

Leia também1 Apresentador da Record reage a assalto e leva soco
2 União indenizará Dallagnol por causa de Gilmar Mendes
3 Justiça do RJ condena pai de Rodrigo Maia por improbidade
4 Homem joga produto químico em apartamento e intoxica 4
5 Kajuru ironiza solturas de Gilmar: 'Tem amor por ladrão'

WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.