Leia também:
X Irmã de Jairinho vira peça fundamental em investigação

Felipe Titto é detido por desacato ao impedir abandono de animal

Ator foi abordado por policias após seguir homem que largou cachorro à beira de rodovia

Gabriela Doria - 13/04/2021 15h16 | atualizado em 13/04/2021 16h11

Felipe Titto foi detido ao tentar impedir abandono de animal Foto: Reprodução

O ator e apresentador Felipe Titto contou aos seguidores, nesta segunda-feira (12), que foi detido por desacato à autoridade enquanto estava de passagem pelo Rio Grande do Sul, na semana passada. Segundo Titto, ele teria discutido com um policial ao tentar impedir que um homem abandonasse um cachorro na rua.

O relato foi dado em sem perfil no Instagram.

– Sexta, eu estava no Rio Grande do Sul e, voltando da visita e chegando a Canela, eu vi um carro arrancando do acostamento, abandonando um cachorrinho, um vira-lata. E o cachorrinho saiu em disparada. Só tinha nós dois na rodovia, e o cachorro [saiu] disparado, muito rápido, desesperado atrás desse carro. Vi esta cena; fui atrás do carro. Tendo feito isso, emparelho com o carro. Ele fechou o vidro e foi embora; afinal, é crime abandonar um animal – começou Felipe.

Ele disse que, após a fuga do dono do animal (que saiu impune), uma viatura policial abordou seu carro.

– Nisso, me sai um policial da brigada mandando eu falar baixo. Quem me conhece sabe que eu defendo a polícia, mas todo saco de laranja tem uma laranja podre e dei de frente com elas. Segui esse cara porque ele abandonou um cachorro. Não foi perseguição de filme. Eu fui atrás do cara – justificou o ator.

Felipe também contou que foi hostilizado pelos policiais, que não o haviam reconhecido, por causa da máscara, e que em nenhum momento eles se preocuparam em abordar o homem que abandonou o animal.

O momento da detenção aconteceu quando o ator pediu para saber o nome de um dos policiais e não obteve resposta. Por achar que a situação estava saindo do controle, o empresário pegou o telefone para ligar para seus advogados.

– Olhei para o meu sócio: “dá meu celular aí”, porque eu ia ligar para o advogado. E o cara [policial] olhou: “me senti coagido! Agora você me desacatou! Você está preso!”. Dei o braço pra ele, me algemou por cima do meu relógio e me jogou dentro da viatura. Me levou para fazer corpo de delito, depois me levou para delegacia, dei meu depoimento, ele me soltou – lembrou Titto, que disse ainda que foi ameaçado e ouviu piadas sobre os policiais terem que usar o fuzil nele.

O ator também aproveitou para fazer uma crítica social sobre racismo.

– Agora fico pensando em preto, pobre, favelado, sem instrução nenhuma. O que esses caras não passam nas mãos dessas laranjas podres da corporação? É bom pra gente abrir o nosso olho – alertou.

Ele encerrou o vídeo desmentindo que teria tentado “dar carteirada” nos policiais por ser da Rede Globo. O apresentador também admitiu que se exaltou no momento da abordagem.

– Tirando a mentira de eu ter falado que era ator da Globo e tinha milhões de seguidores, o fato de eu estar alterado é verdade, e se você abandonar um cachorro no canteiro de uma rodovia, e eu presenciar essa cena, certamente vou me alterar com você também! O mundo pode estar com os valores invertidos, mas o meus permanecem intactos – encerrou.

Leia também1 Com 1 mês de internação, estado de Paulo Gustavo ainda é crítico
2 Vacinado contra a Covid, Stênio Garcia testa positivo
3 Vice-presidente do Flamengo e auxiliar do Palmeiras trocaram socos
4 "A Vida Depois do Tombo": Web se revolta com documentário
5 Homem é morto dentro de supermercado após discussão

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.