Leia também:
X Bolsonaro deixa casa de Bia Kicis e diz: “Voltou o amor”

Felipe Neto critica Ucrânia e embaixador rebate: “Estude”

Youtuber disse que Ucrânia é governada por neonazistas

Gabriela Doria - 25/07/2020 20h30 | atualizado em 25/07/2020 21h36

Rostyslav Tronenko deu resposta atravessada a Felipe Neto no Twitter Arte: Pleno.News

O youtuber Felipe Neto foi corrigido publicamente pelo embaixador da Ucrânia no Brasil, Rostyslav Tronenko, após dizer que o país é governador por “neonazistas”. No episódio, o produtor de conteúdo defendeu a suspensão das contas de apoiadores de Jair Bolsonaro e exemplificou citando um tuíte de Bernardo Kuster, aliado de Bolsonaro, defendendo a “ucranização” do Brasil.

– Ucrânia foi tomada pelo partido neonazista Pravy Sektor, com o braço armado UPA. Usam revisionismo para reescrever a história e sua participação na perseguição a judeus, poloneses e outras minorias ali – comentou.

Em seguida, Felipe foi corrigido pelo embaixador Tronenko, que ainda sugeriu que ele “estudasse” sobre o assunto antes de fazer comentários.

– Sua afirmação é desconexa e absurda. Neo-nazistas não estão no poder em meu país e creio que antes de falar sobre um tema tão polêmico claramente usando termos que repercutem no cenário político brasileiro atual, o senhor deveria estudar um pouco sobre – escreveu Tronenko, anexado textos que poderiam servir para Felipe.

Leia também1 Damares refuta Felipe Neto: "Espalhando notícias falsas"
2 Anitta é detonada ao dizer que Bolsonaro não sabe governar
3 Web se une na campanha: #FamiliasContraFelipeNeto
4 Fontenelle agradece apoio após nova ação de Felipe Neto
5 Jovem conservador faz vídeo desmascarando Felipe Neto

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.