Leia também:
X Tarcísio apresenta sua equipe de governo: “Time de craques”

Feliciano cobrará explicações do TSE sobre denúncias das urnas

A Justiça eleitoral diz que todos os modelos de urna foram avaliados e são auditáveis

Leiliane Lopes - 05/11/2022 21h07 | atualizado em 07/11/2022 12h49

Deputado federal Marco Feliciano Foto: Billy Boss/Câmara dos Deputados

O deputado federal reeleito Pastor Marco Feliciano (PL-SP) irá protocolar no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) na próxima segunda-feira (7) um requerimento cobrando explicações sobre as denúncias feitas pelo site argentino La Derecha Diário.

O parlamentar se refere a uma apresentação feita pelo diretor do site, Fernando Cerimedo, que aponta anomalias nas urnas eletrônicas brasileiras.

– Segunda-feira, 07/11/22, protocolarei junto ao Egrégio TSE um requerimento, para que a Corte explique as denúncias de fraude nas eleições presidenciais realizadas ontem, por meio de um site argentino. Anexarei ao requerimento mídia contendo o vídeo da denúncia – revelou Feliciano.

TSE GARANTE QUE TODOS OS MODELOS FORAM TESTADOS
Ao ser questionado pelo site Diário de Pernambuco, o TSE declarou que todos os modelos de urna passaram por auditoria e fiscalização.

– Os equipamentos antigos já estão em uso desde 2010 (para as urnas modelo 2009 e 2010) e todos foram utilizados nas Eleições 2018. Nesse período, esses modelos de urna já foram submetidos a diversas análises e auditorias, tais como a Auditoria Especial do PSDB em 2015 e cinco edições do Teste Público de Segurança (2012, 2016, 2017, 2019 e 2021) – diz a nota.

A Justiça eleitoral diz ainda que as urnas passaram por três avaliações e “não foi encontrada nenhuma fragilidade ou mesmo indício de vulnerabilidade”.

Leia também1 Nikolas Ferreira explica decisão do TSE que derrubou suas redes
2 Redes de Gustavo Gayer e do canal Hipócritas são derrubadas
3 Estatísticas das eleições saem do ar após denúncia de argentinos
4 Em live, grupo argentino sugere fraude eleitoral no Brasil
5 Argentinos criticam Xuxa por apoio a Lula: "Ridícula"

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.