Leia também:
X José Dumont foi denunciado por pedofilia em 2009 na PB

Fake News! Jornalista inventa apoio da Universal a Lula

Em nota, a IURD diz que a notícia do The Intercept tem como objetivo confundir os evangélicos

Leiliane Lopes - 16/09/2022 15h11

Site ligado à esquerda é desmentido pela própria igreja Foto: PlenoNews/Smartmockups

Um veículo de imprensa ligado à esquerda noticiou que a Igreja Universal do Reino de Deus (IURD), fundada por Edir Macedo, tem planos de retirar seu apoio à reeleição de Jair Bolsonaro (PL) para apoiar Lula (PT).

A notícia diz que Macedo pretende “pular do barco” e usa informações de ex-pastores que falam sobre uma suposta reunião entre o candidato petista e o bispo Rodrigues, ex-deputado federal.

Em nota, a IURD diz que a reportagem do The Intercept é fake news.

– Além de ridículos e mentirosos, esses rumores cheiram a uma tentativa do PT de confundir os evangélicos, que já acordaram para o fato de que é impossível ser cristão e ser de esquerda – diz a igreja em sua defesa.

A nota informa ainda que o texto publicado pelo site faz “uma construção confusa de fofocas anônimas e declarações de pessoas que não são da Universal”.

– Essa reportagem é mais uma patética tentativa de confundir os eleitores evangélicos – como aquela montagem da foto de Lula sobre uma imagem do Templo de Salomão, espalhada pela presidente do Partido dos Trabalhadores (PT). Os brasileiros sabem que tipo de resposta devem dar a quem mente assim, sem qualquer escrúpulo – completa a nota prometendo também processar o autor da matéria.

Leia também1 Notificada pela Igreja Universal, Gleisi apaga post com fake news
2 Igreja Universal: "Lula finge que não aprendeu o que é facção"
3 Lula paga e Google mostra fake news sobre absolvição
4 PT vai ao TSE para barrar o site Lulaflix, critico a Lula
5 Fake news! É falso suposto áudio de Bolsonaro xingando Michelle

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.