Leia também:
X MPF cobra explicações do Twitter sobre critérios para o “selo azul”

Em março, Uber Eats deixará de fazer entregas para restaurantes

O aplicativo passará a ser exclusivo para entrega de produtos de mercado e de lojas

Pierre Borges - 06/01/2022 15h02 | atualizado em 06/01/2022 15h19

Entregador do Uber Eats
Empresa também pretende expandir a função Uber Direct Foto: Pixabay/postcardtrip

A Uber anunciou nesta quinta-feira (6) que o aplicativo de delivery Uber Eats deixará de fazer entregas para restaurantes a partir do dia 8 de março. As entregas serão mantidas apenas para itens de supermercados e lojas.

A empresa disse que, “a partir de agora, a empresa vai trabalhar em duas frentes: com a Cornershop by Uber, para serviços de intermediação de entrega de compras de supermercados, atacadistas e lojas especializadas, e a entrega de pacotes pelo Uber Flash”.

Também faz parte dos planos do aplicativo a expansão da funcionalidade Uber Direct, opção que permite que empresas façam entregas de seus produtos no mesmo dia por veículos cadastrados na Uber.

O mercado de aplicativos de delivery no Brasil é dominado pelo iFood, que tem mais de 70% de participação. No ano passado, após uma reclamação conjunta do Uber Eats e do Rappi, a empresa foi proibida pelo Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) de fechar novos contratos de exclusividade com restaurantes.

Leia também1 MPF cobra explicações do Twitter sobre critérios para o "selo azul"
2 Frias rebate colunista por texto sobre Ivete e Rouanet
3 Mãe de Alice reclama de uso de imagem da bebê após comercial
4 Decisão final sobre a deportação de Djokovic fica para 2ª feira
5 Após internação de Bolsonaro, IBGE faz post sobre camarão

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.