Leia também:
X TSE aprova medalha a Pacheco por “serviços à democracia”

Zema reúne 600 prefeitos de MG para campanha de Bolsonaro

Governador reeleito convidou todos os prefeitos do estado, que totalizam 853

Monique Mello - 06/10/2022 18h02 | atualizado em 06/10/2022 18h18

Romeu Zema presta apoio a Bolsonaro Foto: Alan Santos/PR

O governador reeleito de Minas Gerais, Romeu Zema (Novo), que já declarou publicamente seu apoio à reeleição de Jair Bolsonaro (PL), está montando uma força-tarefa com os prefeitos de seu estado para ajudar na campanha eleitoral do presidente. Até o momento, 600 prefeitos aceitaram o convite do governador, dentre um total de 853 municípios no estado.

– Os prefeitos, de forma individual, vão apresentar apoio irrestrito ao governador em relação às políticas que o Zema adotar. Eu sou um deles. Acho que o estado vive uma recuperação dos estragos feitos pelo governo do Fernando Pimentel (PT), de 2015 a 2018, e não podemos perder o risco de perder tudo isso – disse ao jornal Valor Ecônomico o prefeito de Coronel Fabriciano Marcos Vinicius Bizarro (PSDB), que também é presidente da Associação Mineira de Municípios (AMM).

De acordo com Bizarro, os prefeitos do estado mineiro possuem credibilidade com a população graças a Zema.

– Hoje os prefeitos gozam de credibilidade que foi dada pelo governador quando passou a pagar em dia. Temos credibilidade com a população – afirmou.

No norte de Minas, onde Lula levou a melhor, há a expectativa de que haja uma virada para Bolsonaro. Isso é o que diz o prefeito do município de Patis Valmir Morais (Avante), presidente do Consórcio Intermunicipal Multifinalitário da Área Mineira da Sudene (Cimams).

– Acho que nós vamos virar a eleição. Os prefeitos da região, agora, vão se empenhar (na campanha de Bolsonaro), como eu vou me empenhar (…). Acho que os prefeitos não podem reclamar da falta de dinheiro por parte do governo federal – declarou ao jornal Estado de Minas.

Morais admitiu que ele mesmo não se empenhou na campanha de Bolsonaro no primeiro turno.

– Todo mundo na cidade sabia que eu apoiava Bolsonaro, mas eu não me empenhei na campanha dele. Me dediquei no trabalho para meus candidatos a deputado – afirmou.

Bolsonaro encontra-se em Belo Horizonte nesta quinta-feira (6) para encontrar lideranças políticas e pretende retornar no dia 12 de outubro.

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.