Leia também:
X Bêbado, homem mata amigo por briga sobre melhor churrasco

Vereador vai à Justiça contra candidatura de “figurão do PT”

Ricardinho Netuno, de Maricá, entrou com pedido de impugnação de Washington Quaquá, vice-presidente nacional do PT

Pleno.News - 15/08/2022 15h40 | atualizado em 15/08/2022 16h14

Vereador Ricardo Netuno Foto: Arquivo Pessoal

O Partido dos Trabalhadores (PT) não deve ter vida fácil durante as eleições no Rio de Janeiro. Na última sexta-feira (12), um vereador de Maricá decidiu acionar a Justiça Eleitoral contra a candidatura de Washington Quaquá para uma vaga na Câmara dos Deputados.

O pedido de impugnação foi apresentado por Ricardinho Netuno (Republicanos) à 55ª zona eleitoral do TRE-RJ, em Maricá, e tem por base processos aos quais Quaquá responde na Justiça e ações em que foi condenado.

– Não vou permitir que Quaquá cometa mais um estelionato eleitoral. Essa é uma luta do bem contra o mal e nós não podemos nos omitir. Para que o mal prevaleça, basta que os bons fiquem de braços cruzados – disse o vereador.

Quaquá foi prefeito de Maricá por oito anos, de janeiro 2009 a dezembro de 2016. Em 2013, chegou a ser condenado pelo Justiça Eleitoral a oito anos de inelegibilidade por crimes de abuso de poder político e conduta vedada a agente público.

Atualmente no cargo de vice-presidente nacional do PT, Washington Quaquá foi condenado pela Justiça em 2021 a três anos, dois meses e 15 dias de prisão em regime aberto. A condenação ocorreu por um episódio em 2013, quando impediu pousos ao fechar a pista do aeroporto municipal de Maricá.

Leia também1 Nike veta nomes como "Jesus" e "Cristo" em camisas da Seleção
2 Lula irá à posse de Moraes no TSE e pode 'encontrar' Bolsonaro
3 Sigla de Pablo Marçal formaliza apoio a Lula no primeiro turno
4 Vítima de anestesista relata dor por não poder amamentar
5 Apoiado por Lula, Freixo diz que RJ não precisa da experiência "de quem já foi preso"

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.