Leia também:
X Ex-gerente do Santander usava dinheiro do banco em pôquer

Valdemar Costa Neto afirma que sala secreta “agora é aberta”

Presidente do PL esteve em visita no Tribunal Superior Eleitoral nesta quarta-feira

Pleno.News - 28/09/2022 13h41 | atualizado em 28/09/2022 13h56

Valdemar Costa Neto esteve no TSE nesta quarta-feira Foto: TSE/Secom/Alejandro Zambrana

O presidente do Partido Liberal (PL), Valdemar Costa Neto, disse nesta quarta-feira (28) que a sala onde os votos da eleição são totalizados no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) “não é mais secreta”. O líder partidário esteve na visita que representantes políticos fizeram junto do presidente do TSE, Alexandre de Moraes, no local que acompanha a totalização dos votos.

– Agora é aberta – disse Costa Neto.

No início da semana, Moraes convidou os principais candidatos à Presidência para conhecer o espaço, mas nenhum dos concorrentes aceitou participar da visitação. As campanhas optaram por enviar representantes. Além do PL, PT, PDT, União Brasil e PTB também participaram do evento. As quatro siglas mandaram integrantes do núcleo jurídico das campanhas.

O evento ainda contou com a presença de militares. Participaram da visita o ministro da Defesa, Paulo Sérgio Nogueira, o general Rodrigo Vergara, responsável pela comunicação da pasta, o coronel Wagner Oliveira da Silva e o também coronel Marcelo Nogueira de Souza, que representa as Forças Armadas na Comissão de Transparências das Eleições no TSE.

A lista de autoridades que conheceram a sala de totalização ainda conta com o presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Beto Simonetti e o vice-procurador-geral Eleitoral, Paulo Gonet Branco. A Controladoria-Geral da União (CGU), subordinada ao governo federal, enviou dois servidores.

A visitação ainda teve sete missões de observação eleitoral, que acompanham presencialmente cada uma das etapas de preparação das eleições para entregar relatórios sobre o sistema brasileiro.

Durante a visitação, o secretário de Tecnologia da Informação da TSE, Júlio Valente, explicou a cada um dos presentes as atividades realizadas no local no dia da votação. Segundo ele, os técnicos que trabalham na sala apenas cuidam do monitoramento do ambiente de informática para que os sistemas sejam executados adequadamente.

*AE

Leia também1 Ex-gerente do Santander usava dinheiro do banco em pôquer
2 Ex-Fazenda, que teve o marido assassinado, recebe ameaças
3 Lula: “Não é possível um cidadão com 81 anos querer a reeleição”
4 Relembre o que Felipe Neto falou sobre Lula em 2016: “Bandido”
5 Vídeo de Moraes fazendo gesto de degola gera polêmica

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.