Leia também:
X Pazuello se filia ao PL e disputará vaga na Câmara dos Deputados

União Brasil confirma que Moro não será candidato ao Planalto

Partido afirmou que filiação de Moro tem como "objetivo a construção de um projeto político-partidário" em São Paulo

Paulo Moura - 02/04/2022 21h34 | atualizado em 02/04/2022 21h40

Sergio Moro
Ex-ministro da Justiça, Sergio Moro Foto: Agência Senado/Jane de Araújo

Apesar de ter alimentado uma relativa esperança de que sua candidatura a presidente da República ainda estava viva mesmo após sua saída do Podemos e ida para o União Brasil na última quinta-feira (31), a nova sigla do ex-juiz Sergio Moro deixou bem claro neste sábado (1°) que ele não será candidato ao Planalto.

Em uma nota assinada pela cúpula da sigla, o União Brasil declarou que a filiação de Moro “tem como objetivo a construção de um projeto político-partidário no estado de São Paulo e facilitar a construção do centro democrático”. Na prática, a mensagem aponta que o projeto do partido para Moro está restrito ao meio político paulista.

Após se filiar ao União Brasil, Moro chegou a ensaiar uma demonstração de que ainda existia a possibilidade de que ele fosse presidenciável pela nova sigla. Nas últimas horas ele esteve, por exemplo, com figuras como o ex-governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, e com a senadora Simone Tebet (MDB-MS).

Na sexta-feira (1°), em seu pronunciamento para comentar sobre a mudança de partido, Moro havia deixou muito clara a mensagem de que ainda tinha a esperança de concorrer ao Planalto. Na ocasião, ele chegou a dizer que não era candidato a deputado federal e reiterou que não havia desistido “de nada”.

– Preciso esclarecer a todos que eu não desisti de nada, muito menos de meu sonho de mudar o Brasil. Pelo contrário, sigo firme na construção de um projeto para o país. O Brasil está em um ano eleitoral decisivo, em qual iremos escolher que tipo de país iremos ser – declarou.

Confira abaixo a nota emitida pelo União Brasil sobre Moro:

“O União Brasil tem na sua essência a defesa da democracia. Nascemos pautados pelo respeito ao espírito colegiado, e seguiremos assim na tomada de todas as decisões internas.

O ex-ministro Sergio Moro é um homem íntegro, capaz de enriquecer, junto às demais lideranças partidárias, a discussão sobre o futuro que almejamos para o país.

Sua filiação ao União Brasil tem como objetivo a construção de um projeto político-partidário no estado de São Paulo e facilitar a construção do centro democrático, bem como o fortalecimento do propósito de continuarmos crescendo em todo país.”

Luciano Bivar
Presidente União Brasil Nacional

ACM Neto
Secretário Geral União Brasil Nacional

Antônio Eduardo de Rueda
Primeiro Vice-Presidente do União Brasil Nacional Presidente do União Brasil de São Paulo

Leia também1 Pazuello se filia ao PL e disputará vaga na Câmara dos Deputados
2 Mais de mil advogados assinam manifesto em defesa de Silveira
3 Álvaro Dias afirma que não teria dificuldade em ter Moro de volta
4 Nasa inicia teste final com megafoguete antes de voo lunar
5 Esposa de Geraldo Alckmin segue o marido e se filia ao PSB

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.