Leia também:
X PGR diz a STF que rejeite queixa de Randolfe contra Bolsonaro

TSE terá parceria com redes sociais para coibir “fake news”

Afirmação foi feita pelo ministro Edson Fachin

Henrique Gimenes - 11/02/2022 20h38

Fachada do prédio do Tribunal Superior Eleitoral
Tribunal Superior Eleitoral (TSE) Foto: Divulgação/TSE

Nesta quinta-feira (10), durante sessão do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o ministro Edson Fachin, próximo presidente da Corte, anunciou que o TSE irá assinar, na próxima semana, uma parceira com diversas redes sociais. A intenção é “coibir e também neutralizar a disseminação de notícias falsa”.

De acordo com Fachin, a iniciativa irá atingir o Kwai, o Twitter, o TikTok, o Facebook, o WhatsApp, o Google, o Instagram e o YouTube.

– Nosso objetivo é desenvolver ações para coibir e também neutralizar a disseminação de notícias falsas nas redes sociais durante as eleições deste ano. Paz e segurança nas eleições de 2022. Por isso, juntos, mais uma vez, vamos realizar, como sempre temos feito, eleições limpas, livres e seguras – afirmou Fachin.

A assinatura está marcada para ocorrer na próxima terça-feira (15), às 11h.

Leia também1 PGR diz a STF que rejeite queixa de Randolfe contra Bolsonaro
2 STF cobra explicação de Damares sobre a vacinação infantil
3 Joaquim Barbosa diz que está 'livre, solto' após saída do PSB
4 Joaquim Barbosa afirma que não está mais filiado ao PSB
5 Justiça manda Flow tirar falas nazistas de todas as redes

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.