Leia também:
X Ladrão esquece mochila aberta, e dinheiro de roubo voa na fuga

TSE: Tebet registra candidatura e declara patrimônio de R$ 2,3 mi

Partidos têm até o dia 15 de agosto para solicitar à Corte a oficialização de seus candidatos nas eleições de outubro

Henrique Gimenes - 07/08/2022 19h04 | atualizado em 08/08/2022 13h40

Simone Tebet Foto: Waldemir Barreto/Agência Senado

A senadora Simone Tebet (MDB-MS) pediu na noite de sábado (6), ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) o registro de sua candidatura à Presidência da República, com a também senadora Mara Gabrilli (PSDB-SP) como vice. Tebet informou à Justiça Eleitoral um patrimônio de R$ 2,3 milhões, que inclui sete apartamentos, duas casas e quatro terrenos, além de depósitos bancários em conta corrente no país.

Com o fim do período de convenções, os partidos têm até o dia 15 de agosto para solicitar à Corte a oficialização de seus candidatos nas eleições de outubro.

A candidata emedebista é apoiada por Podemos, PSDB, que indicou a vice, e Cidadania, partido que formou uma federação com os tucanos. O MDB aprovou o nome de Tebet ao Palácio do Planalto em convenção realizada no dia 27 de julho. Foram 262 votos a favor e 9 contra, após uma série de tentativas da ala “lulista” da legenda de impedir o lançamento da candidatura.

Com 52 anos, Tebet vai disputar a Presidência pela primeira vez. Antes de assumir uma cadeira no Senado em 2014, foi deputada estadual em Mato Grosso do Sul, de 2003 a 2005, prefeita de Três Lagoas (MS), de 2005 a 2010, e vice-governadora do estado, de 2011 a 2015. No ano passado, a parlamentar se destacou em seus discursos na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid, que investigou ações e omissões do governo na pandemia.

Apesar de ter o apoio do presidente nacional do MDB, Baleia Rossi, Tebet enfrentou a resistência da ala do partido que prefere apoiar o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) no primeiro turno. A avaliação desse grupo, liderado pelo senador Renan Calheiros (MDB-AL), é que uma candidatura pouco competitiva pode prejudicar os candidatos da sigla nos estados e levar a uma redução da bancada de deputados federais no ano que vem.

Atualmente, a legenda tem 37 assentos na Câmara. No levantamento mais recente do Datafolha, divulgado em 28 de julho, Tebet aparece com 2% de intenção de voto.

A candidata a vice, Mara Gabrilli, declarou um patrimônio de R$ 12,9 milhões, que inclui um apartamento, um terreno, um veículo automotor, além de aplicações e investimentos.

Lula (PT), Luiz Felipe D’Avila (Novo), Vera Lúcia (PSTU), Sofia Manzano (PCB), Pablo Marçal (PROS) e Léo Péricles (UP) também já pediram no TSE o registro da candidatura à Presidência.

*AE

Leia também1 Bolsonaro vai ao jogo e ganha camisa do Palmeiras de presente
2 Eduardo Bolsonaro dá apoio a campanha por Nobel a Guedes
3 Bolsonaro irá vencer em todas as grandes cidades, diz ministro
4 Michelle Bolsonaro: "Planalto já foi consagrado a demônios"
5 Bolsonaro critica uso de "mas" pela imprensa: "Não tem notícia boa para o governo"

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.