Leia também:
X Mulher é presa por furto de energia em casa de luxo, no Rio

TSE rejeita ação do PL contra o PT por propaganda antecipada

Partido do presidente Jair Bolsonaro queria o pagamento de multa no valor de R$ 25 mil

Pleno.News - 20/06/2022 20h05 | atualizado em 21/06/2022 11h42

Ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva Foto: ANTONIO MOLINA/FOTOARENA/FOTOARENA/ESTADÃO CONTEÚDO

Nesta segunda-feira (20), a ministra Maria Bucchianeri, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), negou dar prosseguimento a uma ação apresentada pela Partido Liberal (PL) contra o Partido dos Trabalhadores (PT) e contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. A sigla queria que eles fossam condenados a pagar uma multa de R$ 25 mil por propaganda eleitoral antecipada. A informação foi dada pela colunista Malu Gaspar, do jornal O Globo.

A ação teve por base uma convenção do PSOL. O PL considerou que o ato, que serviu para o partido formalizar o apoio a pré-candidatura de Lula à Presidência, serviu como um “verdadeiro ato de campanha ilícita”. Entre os exemplos citados estavam gritos de apoio a Lula.

O PT e o PSOL negaram qualquer irregularidade.

Ao rejeitar a ação, no entanto, a ministra apontou que o “PL não indicou os eventuais responsáveis pelos atos que ele próprio questionou nem mesmo o pré-candidato supostamente beneficiário, limitando-se a apontar, como representado, apenas o PT, que não foi o organizador do evento alegadamente irregular e que não teve qualquer participação na narrativa fática construída na petição inicial, não se enquadrando, portanto, nem como responsável nem mesmo como beneficiário das supostas irregularidades descritas pelo autor”.

Leia também1 Bolsonaro: "Fala de Lula sobre Abílio Diniz foi recado ao crime"
2 Gleisi acusa Bolsonaro e Lira de "serviço sujo" contra Petrobras
3 Genro de Abílio Diniz: “Esse é o Lula, sempre do lado do crime”
4 “Se Lula perde, o Brasil ganha”, alfineta Ciro Nogueira
5 Lula afirma que o PT vaia o Hino Nacional "de vez em quando"

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.