Leia também:
X STF diz que Barroso atua para viabilizar o piso da enfermagem

TSE: Moraes suspende encontro com o ministro da Defesa

Medida ocorreu após a Corte negar um acordo com as Forças Armadas

Henrique Gimenes - 12/09/2022 19h12 | atualizado em 12/09/2022 19h35

Ministro Alexandre de Moraes, presidente do TSE Foto: Antonio Augusto/Secom/TSE

Após negar um acordo com os militares por uma apuração paralela nas eleições deste ano, o presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Alexandre de Moraes, suspendeu um encontro que teria com o ministro da Defesa, Paulo Sérgio Nogueira. De acordo com o jornal Folha de S.Paulo, a reação do TSE gerou um mal-estar entre os militares.

O encontro entre Moraes e Paulo Sérgio Nogueira estava previsto para ocorrer nesta terça-feira (13).

Mais cedo, a Corte emitiu uma nota para negar que tenha firmado um acordo com as Forças Armadas para fiscalização, em tempo real, dos dados enviados para a totalização do pleito eleitoral pelos TREs. A medida foi uma resposta à notícia de que os militares pretendiam realizar uma apuração com 358 urnas eletrônicas.

De acordo com a Folha, representantes das Forças Armadas apontaram um receio de que o presidente do TSE recuse a principal proposta dos militares para as eleições deste ano, que é a reformulação de uma parte do teste de integridade das urnas.

Apesar da medida, os militares ainda pretendem manter a apuração paralela.

Leia também1 TSE nega acordo com as Forças Armadas para apuração paralela
2 STF diz que Barroso atua para viabilizar o piso da enfermagem
3 Ministra Rosa Weber toma posse como presidente do STF
4 Filha de bilionário assassinada nos EUA era cristã e professora
5 Lula aciona o TSE para tentar barrar propaganda de Bolsonaro

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.