Leia também:
X Bolsonaro gosta da pesquisa nas ruas, revela ministro Fábio Faria

TSE mantém proibição de uso do 7 de Setembro por Bolsonaro

Campanha do presidente queria utilizar imagens dos atos do Dia da Independência na propaganda eleitoral

Pleno.News - 13/09/2022 21h53 | atualizado em 14/09/2022 11h41

Presidente Jair Bolsonaro Foto: EFE/ Joédson Alves

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) manteve, por unanimidade, as decisões do ministro Bento Gonçalves que proibiram a utilização de imagens dos atos de 7 de Setembro pela campanha do presidente Jair Bolsonaro (PL), candidato à reeleição.

As decisões analisadas foram proferidas no último final de semana e acolheram pedidos das campanhas de Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e Soraya Thronicke (União Brasil). Ambos alegaram abuso de poder político e econômico por parte de Bolsonaro ao usar atos cívicos, bancados com dinheiro público, para promover sua campanha.

– A associação entre a campanha dos representados e o evento cívico-militar foi incentivada por Bolsonaro, o que pode ter desdobramentos na percepção do eleitorado quanto ao limite dos atos oficiais e de campanha – disse o ministro relator, Bento Gonçalves.

Ele destacou ainda que a conduta quebra a isonomia entre candidatos “porque explora a atuação de chefe de Estado em ocasião inacessível aos demais competidores”.

O ministro determinou que a campanha de Bolsonaro exclua todas as publicações com imagens do 7 de Setembro e se abstenha de promover quaisquer imagens dos atos oficiais realizados em Brasília e no Rio de Janeiro. Também determinou que a TV Brasil exclua trechos do vídeo do seu canal no YouTube com imagens das manifestações.

A defesa de Bolsonaro pediu que seja explicitado, com exatidão, o alcance da liminar.

Na última segunda-feira (12), os advogados pediram autorização ao TSE para divulgar imagens de atos não oficiais, como atos ocorridos após o encerramento do desfile cívico-militar ou em outras cidades.

O ministro Alexandre de Moraes, presidente da Corte, respondeu que “não há nenhuma dúvida em relação a isso. A celebração é oficial, as imagens são quaisquer imagens”.

*AE

Leia também1 TSE rejeita pedido de Soraya Thronicke por sabatina no JN
2 Bolsonaro dizer que criou Pix não é desinformação, decide TSE
3 TSE recusa pedido de Thronicke para ser sabatinada pela JP
4 Bolsonaro quer usar imagens “não oficiais” do 7 de Setembro
5 Pr. Jorge Linhares critica pastor que defendeu Lula

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.