Leia também:
X Bolsonaro: ‘Armas garantem que a democracia será preservada’

TSE: Eleições terão mais de 100 observadores internacionais

Afirmação foi feita pelo ministro Edson Fachin durante palestra na sede do TSE

Henrique Gimenes - 17/05/2022 15h43 | atualizado em 17/05/2022 16h04

Urna eletrônica Foto: Ascom/TSE

Nesta terça-feira (17), o ministro Edson Fachin, presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), afirmou que as eleições no Brasil este ano devem contar com mais de 100 observadores. Ele apontou ainda que o pleito pode contar com observadores da União Europeia.

As declarações foram dadas durante a palestra Democracia e Eleições na América Latina e os Desafios das autoridades eleitorais, realizada na sede do TSE.

– Nossa meta é ter mais de 100 observadores internacionais durante o processo eleitoral no Brasil. Estamos convidando, de forma inédita, para atuarem como observadores de nossos pleito, todos os organismos e centros especializados internacionais relevantes – apontou o ministro.

Fachin ainda disse que o Brasil é uma vitrine.

– Somos uma vitrine, e cabe à sociedade brasileira levar aos nossos vizinhos uma mensagem de paz e segurança. Temos consciência cívica, nacional e transfronteiriça. (…) Neste ano, o Brasil olha para o mundo, e o mundo, especialmente o mundo democrático, olha para o Brasil – destacou.

Leia também1 "Volta do voto impresso não interessa a ninguém", diz Fachin
2 STF tem maioria para derrubar resolução ambiental do governo
3 Pacheco janta com Alexandre de Moraes, Gilmar e Lewandowski
4 Candidato de Renan, Paulo Dantas é eleito governador de AL
5 TSE encerra teste nas urnas eletrônicas sem achar falhas

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.