Leia também:
X PF prende integrantes do PCC que queriam resgatar Marcola

TSE aprova contas de Ciro, mas cobra devolução de R$ 348 mil

Defesa do pedetista diz que houve um rigor "excessivo"

Pleno.News - 10/08/2022 11h02 | atualizado em 10/08/2022 11h12

Ciro Gomes (PDT) Foto: José Cruz/Agência Brasil

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) aprovou nesta terça-feira (9), os gastos de campanha da chapa de Ciro Gomes (PDT) e de Kátia Abreu (PP) nas eleições de 2018. O placar foi de 6 votos a 1. Apenas o ministro Edson Fachin, presidente do TSE, votou pela reprovação das contas.

A prestação foi aprovada com ressalvas. Pelos cálculos dos ministros, a chapa deverá devolver R$ 348 mil aos cofres públicos. O valor é referente a gastos com advogados, impulsionamento de publicações nas redes sociais e recebimento indireto de doações por fonte vedada.

O julgamento chegou a ser iniciado em duas outras ocasiões: no plenário virtual e depois no plenário físico, em maio, quando foi interrompido por um pedido de vista do ministro Ricardo Lewandowski. Ele quis mais tempo para analisar ponto a ponto da prestação de contas.

Em maio, a defesa de Ciro Gomes disse que houve um rigor “excessivo” na exigência pela comprovação dos serviços contratos. O pedetista registrou a candidatura e disputará novamente a corrida pelo Planalto em outubro.

*AE

Leia também1 Eleições: Presidenciáveis somam mais de R$ 140 milhões em bens
2 Holiday pede ao TSE para barrar candidatura de Ciro Gomes
3 Lula não deve ir à cerimônia de leitura da carta pela democracia
4 Bolsonaro registra candidatura à reeleição na Justiça Eleitoral
5 Horário eleitoral: Lula deverá ter mais tempo do que Bolsonaro

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.