Leia também:
X Chapa de Lula aciona TSE contra Nikolas por fala sobre drogas

Se reeleito, Bolsonaro pretende reduzir maioridade penal

Presidente irá enviar o projeto ao Congresso Nacional

Pleno.News - 10/10/2022 10h56 | atualizado em 10/10/2022 11h18

Presidente Jair Bolsonaro Foto: EFE/Sebastião Moreira

O presidente da República Jair Bolsonaro, candidato à reeleição pelo PL, voltou a afirmar que deixa em aberto a possibilidade de enviar ao Congresso uma proposta para aumentar o número de ministros do Supremo Tribunal Federal (STF). Em coletiva no Palácio da Alvorada, Bolsonaro também disse que, se eleito, enviará ao Congresso um projeto para reduzir a maioridade penal.

– Não mandei estudar nada. Acredito que, após as eleições, por termos feito uma grande bancada no Congresso, haverá equilíbrio de forças. Devo conversar com a presidente do STF após as eleições. Não quero afrontar ninguém, nem apresentar proposta que vai chatear nenhum outro Poder. Esta não é a ideia nossa. Mas uma boa conversa com a senhora Rosa Weber, a gente sai pacificado. O Congresso está pacificado. Essa maioria nos permite dar agilidade nas propostas. E o Judiciário vai fazer o seu papel. Chega de problema, de conflito. Os atritos que acontecem em Brasília, a conta fica para a população – disse ele.

Bolsonaro também declarou que sua prioridade, se reeleito, será trabalhar para aprovar no Congresso uma proposta para reduzir a maioridade penal, atualmente em 18 anos. O presidente, entretanto, não deu detalhes sobre o projeto.

APOIOS
O presidente ainda afirmou que os prefeitos de Manaus e Sorocaba devem anunciar apoio à sua reeleição nesta segunda-feira (10). Segundo ele, estão programadas reuniões com prefeitos nesta semana em Balneário Camboriú (SC) e no Rio Grande do Sul.

– Quem está bem em qualquer grau de avaliação são os prefeitos. Receberam muito recurso do governo federal, estão no azul e estão com a popularidade bastante alta. E na ponta da linha, quem tem contato com o povo são os prefeitos e vereadores. Apesar de estarmos otimistas por ocasião do dia 30 de outubro, vamos trabalhar fortemente até essa data. Acredito na vitória e em Deus – declarou Bolsonaro.

*AE

Leia também1 Bolsonaro: Impossível governar mais 4 anos com STF fazendo ativismo
2 BA: Vice-governador afirma que tomou juízo e apoia Bolsonaro
3 PT repassa mais R$ 34 milhões para campanha no 2º turno
4 Lula já atingiu o teto de votos e Bolsonaro pode virar, diz Faria
5 Bolsonaro confirma presença em 4 debates; Lula, em 2

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.