Leia também:
X Bruna Marquezine diz que voto é secreto e faz o “L” de Lula

Pesquisas SP: Diferença entre Tarcísio e Haddad cai 5 pontos

Levantamento é do agregador de pesquisas do Estadão

Pleno.News - 14/09/2022 11h05 | atualizado em 14/09/2022 11h32

Tarcísio de Freitas e Fernando Haddad no debate da Band Foto: Reprodução/Print da TV Band

Na média das pesquisas presenciais feitas em São Paulo, o ex-prefeito Fernando Haddad (PT) tem 35% das intenções de voto e é seguido por Tarcísio de Freitas (Republicanos) e Rodrigo Garcia (PSDB), com 23% e 16%, respectivamente.

A vantagem do petista sobre o ex-ministro da Infraestrutura do governo Jair Bolsonaro (PL) caiu de 17 para 12 pontos percentuais em um mês.

Os números são do Agregador de Pesquisas Eleitorais do Estadão Dados, um aplicativo online interativo que busca mostrar o cenário mais provável das disputas pelo governo de São Paulo e pela Presidência da República.

No caso do governo estadual, a série histórica do agregador tem dados divulgados pelas seguintes empresas: Datafolha, Ipec, Quaest, Paraná Pesquisas e Badra. Todas fazem pesquisas presenciais, ou seja, os entrevistadores ficam face a face com os eleitores ao colher suas intenções de voto.

As pesquisas telefônicas sobre a disputa estadual deste ano não são consideradas, uma vez que elas ocorrem em número insuficiente para que o modelo do agregador possa calcular sua influência.

Já o agregador nacional considera tanto pesquisas presenciais quanto telefônicas, e apresenta seus resultados separadamente em gráficos que mostram a evolução dos candidatos nos últimos 180 dias.

*AE

Leia também1 Em sabatina da Globo, Tarcísio se diz "intolerante à corrupção"
2 Ex-ministros de Jair Bolsonaro pontuam bem em pesquisas
3 Sede do PT em SP é alvo de ação de despejo por dívidas de aluguel
4 Marçal se declara a Bolsonaro: "Ganhou um escudeiro"
5 Pesquisa Quaest: Lula tem 42% contra 34% de Bolsonaro

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.