Leia também:
X Temer diz que país ainda tem “independências a conquistar”

PDT aciona o TSE para barrar a candidatura de Jair Bolsonaro

Partido afirma que o presidente usou o cargo para promover sua candidatura à reeleição no 7 de Setembro

Henrique Gimenes - 08/09/2022 14h42 | atualizado em 08/09/2022 16h02

Presidente Jair Bolsonaro na Praia de Copacabana Reprodução/Facebook

Após o discurso do presidente Jair Bolsonaro (PL) no feriado do Dia da Independência, o Partido Democrático Trabalhista (PDT), do candidato Ciro Gomes, decidiu acionar o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) pedindo a inelegibilidade do presidente e de seu candidato a vice, general Braga Netto. Na ação, o partido aponta um abuso de poder e um desvio de finalidade.

Durante os atos de 7 de Setembro, desta quarta-feira (7), Bolsonaro promoveu discursos e criticou seu principal adversário nas eleições, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Ele também falou sobre o futuro do Brasil e criticou alguns ministros do Supremo Tribunal Federal (STF).

Ao acionar o TSE, o PDT argumentou que Bolsonaro utilizou do cargo para promover sua candidatura à reeleição. Para a sigla, “embora toda a estrutura do evento tenha sido paga com dinheiro público, Bolsonaro pediu votos no primeiro turno e conclamou seus apoiadores a convencerem mais pessoas a votar nele”.

O partido de Ciro Gomes apontou que “por ser um ato público destinado a louvar um fato histórico para o país, o evento não poderia ter sido transformado em um palanque eleitoral, com a utilização de toda estrutura custeada com dinheiro público. Cite-se, por relevante, que, para a realização do evento cívico comemorativo, foram gastos cerca de R$ 3.380 milhões”.

A íntegra da ação pode ser vista aqui.

Leia também1 Milagre! Motorista tem carro esmagado por carretas e escapa
2 Peppa Pig terá o primeiro casal gay da história do desenho
3 Ingleses se aglomeram diante de Buckingham à espera de notícias
4 Trump revela apoio a Bolsonaro: “Homem maravilhoso”
5 Filha adotiva de Gretchen diz se sentir "ameaçada" por Thammy

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.