Leia também:
X Bebê com suspeita de hepatite aguda misteriosa morre no RN

Moro diz que “manobra eleitoral do PT foi desmascarada”

Ex-ministro celebrou parecer do MPE sobre seu domicílio eleitoral

Henrique Gimenes - 24/05/2022 17h30 | atualizado em 24/05/2022 18h02

Ex-ministro da Justiça Sergio Moro Foto: Agência Senado/Pedro França

Nesta terça-feira (24), o ex-ministro da Justiça, Sergio Moro, celebrou um parecer dado pelo Ministério Público Eleitoral (MPE) sobre seu domicílio eleitoral e aproveitou para criticar o Partido dos Trabalho (PT). Para ele, foi “desmascarada” a manobra eleitoral da sigla.

Na ação, o diretório estadual do PT em São Paulo afirmou que o ex-ministro da Justiça não residia em São Paulo e mudou seu domicílio com objetivos eleitorais. “É fato notório que reside no estado de Paraná, onde inclusive construiu sua carreira profissional e com o qual mantém seus laços afetivos e familiares”, diz a ação.

No entanto, a Procuradoria Regional Eleitoral em São Paulo apresentou um parecer concluindo que Moro não cometeu irregularidades na transferência de domicílio.

– Fico feliz pela análise técnica realizada pelo Ministério Público Eleitoral. Foi desmascarada a manobra eleitoral do PT, que me teme como candidato em SP. Aquele velho “jeito PT” de agir que ninguém engole mais – apontou.

Moro e sua esposa, Rosângela, tiveram a mudança do domicílio eleitoral autorizada no início de abril. Ela irá disputar uma vaga na Câmara dos Deputados, enquanto Moro ainda não decidiu a qual cargo irá concorrer.

Leia também1 Moro vira réu em ação do PT que alega prejuízos na Petrobras
2 Lula sobre Moro réu: "Que tenha direito de defesa que eu não tive"
3 Moro diz que "é provável" que ele concorra ao Senado por SP
4 Lula ataca Bolsonaro: "Não reduz os combustíveis porque tem rabo preso"
5 Após desistência, João Doria diz que o Brasil "precisa de solução"

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.