Leia também:
X Bolsonaro afirma que esquerda esperava desastre na economia

Modalmais/Futura: Bolsonaro lidera intenções de voto no RJ

Atual presidente aparece com 41% da preferência do eleitorado fluminense

Paulo Moura - 18/08/2022 15h21 | atualizado em 18/08/2022 15h59

Bolsonaro e Lula Arte: Pleno.News // Fotos: Alan Santos/PR e André Coelho/EFE

Os números da pesquisa Modalmais/Futura divulgados nesta quinta-feira (18) indicaram que o presidente Jair Bolsonaro (PL) está na liderança das intenções de voto para a Presidência da República entre os eleitores do Rio de Janeiro. De acordo com o levantamento, o atual líder está com 41%, enquanto o ex-presidente Lula (PT) aparece com 39,9%.

Entre os cinco primeiros colocados ainda aparecem Ciro Gomes (PDT), com 7,6%; Simone Tebet (MDB), com 1,8%; e Pablo Marçal (PROS) tem 1,1%. Os demais candidatos têm menos de 1% das intenções de voto. Brancos e nulos somaram 5,2%; outros 2,6% dos entrevistados não souberam ou não responderam.

Em outro cenário pesquisado, com apenas quatro candidatos, Bolsonaro tem uma vantagem ainda maior sobre Lula. Enquanto o atual líder aparece com 42,1% das intenções, o petista tem 37,2%. Completam esse levantamento o pedetista Ciro Gomes, com 11,2%; e Simone Tebet, com 3,1%.

A pesquisa da Futura, encomendada pelo banco digital Modalmais, foi registrada na Justiça Eleitoral sob número RJ-09186/2022. Foram consultadas 800 pessoas no Rio de Janeiro, entre os dias 11 e 15 de agosto. A margem de erro é de 3,5 pontos percentuais para mais ou para menos, e a confiabilidade é de 95%.

Leia também1 Youtuber provoca Bolsonaro e depois chama PT de partido de vagabundo
2 Morre Tati Diniz, empresária de famosos, aos 44 anos, em SP
3 Anvisa recolhe sorvetes Häagen-Dazs por substância tóxica
4 PF vê crime em declaração de Bolsonaro sobre vacina e Aids
5 Confira os famosos que estão estreando na corrida eleitoral

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.