Leia também:
X Petista diz que não vacinados não devem ter acesso a hospitais

Militares recusam convite para teste das urnas, afirma CNN

A percepção das Forças Armadas é de que teste não conseguiria atestar que o atual sistema é seguro

Paulo Moura - 23/11/2021 09h25 | atualizado em 23/11/2021 09h52

Urna eletrônica Foto: Antonio Augusto/ Ascom/TSE

As Forças Armadas teriam decidido não participar do teste público de segurança da urna eletrônica que o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) realiza nesta semana. A justificativa é de que há uma percepção de que o teste não dará a segurança necessária para atestar que o sistema é seguro. As informações foram divulgadas pelo comentarista Caio Junqueira, da CNN Brasil.

De acordo com Junqueira, a decisão estaria refletindo uma percepção das Forças Armadas de que o sistema de votação brasileiro ainda é vulnerável a ataques externos e internos.

Uma manifestação nesse sentido chegou a ser feita pelo general Heber Portella, representante do Ministério da Defesa na Comissão de Transparência das Eleições, durante uma reunião do colegiado no dia 4 de outubro.

Segundo o comentarista, os militares consideram que a confirmação da segurança do processo eleitoral não pode ser reduzida apenas à abertura de uma versão do código-fonte, uma das medidas implementadas pelo presidente da corte, Luís Roberto Barroso. Eles defendem que, da forma como está atualmente, o modelo não é 100% seguro.

Caio diz que a Defesa ainda avalia como apresentar o que considera “deficiências” do processo eleitoral. Uma das saídas avaliadas, de acordo com Junqueira, seria fazer sugestões para que o sistema seja aperfeiçoado e conseguir convencer outros integrantes do comitê e o próprio Barroso a implementá-las.

Procurado pela CNN, o Ministério da Defesa não quis comentar o assunto.

Leia também1 Petista diz que não vacinados não devem ter acesso a hospitais
2 Bolsonaro desafia Moro: "Quero ver ele em um carro de som"
3 Acidente com ônibus mata 45 na Bulgária, incluindo 12 crianças
4 Inscritos no Enem são presos em várias cidades. Entenda!
5 Maioria do STF vota contra novo pedido para soltar Jefferson

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.