Leia também:
X Bolsonaro cresce quase 20 pontos entre os evangélicos

Menos rico? Lula declara bens ao TSE em valor inferior ao de 2018

Fortuna declarada de Geraldo Alckmin, vice na chapa, também está "menor"

Monique Mello - 07/08/2022 11h20 | atualizado em 08/08/2022 12h28

Luiz Inácio Lula da Silva Foto: Ricardo Stuckert/PT

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), que acaba de registrar sua candidatura ao Planalto no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), declarou que seu patrimônio atual é de R$ 7,4 milhões. O ex-governador de São Paulo Geraldo Alckmin (PSB), vice na chapa, declarou patrimônio de R$ 1 milhão.

Ambos declararam bens em valores menores do que o informado em 2018, nas últimas eleições presidenciais. Na época, antes de ter sua candidatura negada com base na Lei da Ficha Limpa, Lula informou R$ 7,9 milhões enquanto Alckmin, que também se candidatou à Presidência, apresentou bens estimados em R$ 1,38 milhão.

De acordo com as informações apresentadas pelo petista, sua fortuna reduziu em 7%. Já Alckmin está 27% menos rico.

A fortuna de Lula é dividida em aplicações, sendo R$ 5,5 milhões em um fundo de previdência privada e o restante em outros investimentos; dois apartamentos, um de R$ 19,1 mil e um de R$ 94,5 mil, além de um automóvel avaliado em R$ 85 mil.

O patrimônio de Geraldo Alckmin é constituído de sete fontes, sendo a maior delas é um apartamento de R$ 323,8 mil, seguido de um fundo de previdência privada de R$ 314,8 mil e um fundo de investimentos de R$ 172 mil.

Nesta semana, quatro candidatos já haviam registrado oficialmente suas candidaturas na Justiça Eleitoral. Além de Léo Péricles, do Unidade Popular (UP) e Filipe D’Ávila (Novo), a representante do PCB, Sofia Manzano, e o candidato do PROS, Pablo Marçal, também formalizaram seus registros. Juntos, os quatro somam R$ 42 milhões em bens declarados.

Filipe D’Ávila é o presidenciável mais rico, com uma fortuna de R$ 24,6 milhões, seguido de Pablo Marçal, com R$ 16,94 milhões.

Leia também1 Chapa Lula-Alckmin registra a candidatura ao Planalto no TSE
2 Bolsonaro cresce quase 20 pontos entre os evangélicos
3 Petrobras fecha acordo por gás com a YPFB, estatal da Bolívia
4 Bolsonaro compartilha Guedes criticando a "turma do mas"
5 TSE manda PT apagar vídeo em que Lula aparece pedindo votos

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.