Leia também:
X Fake news! É falso suposto áudio de Bolsonaro xingando Michelle

Lula vai ao TSE por YouTube “favorecer” vídeos da JP com Bolsonaro

Campanha do petista acionou a Justiça Eleitoral usando por base um estudo da UFRJ sobre o assunto

Henrique Gimenes - 14/09/2022 18h09 | atualizado em 14/09/2022 18h30

Ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva Foto: EFE/ Juan Ignacio Roncoroni

Nesta quarta-feira (14), a campanha do candidato Luiz Inácio Lula da Silva (PT), que disputa a Presidência, decidiu acionar o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para barrar a divulgação de determinados vídeos da Jovem Pan pelo YouTube. Os advogados do petista querem impedir que a plataforma privilegie vídeos da emissora com conteúdo favorável ao presidente Jair Bolsonaro, candidato à reeleição.

A ação tem por base um estudo da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), que apontou que o algoritmo do YouTube estaria privilegiando vídeos de Jovem Pan com conteúdo favorável a Bolsonaro. Esses vídeos seriam mais recomendados pela plataforma.

Ao acionar o TSE, a campanha do petista ressaltou que o YouTube chegou a assinar um acordo com a Justiça Eleitoral para combater a “desinformação”. Além disso, apontou que o Google, dono do YouTube, firmou um compromisso para conferir acesso amplo a informações de fontes confiáveis.

– O privilégio concedido aos conteúdos da Rede Jovem Pan podem violar esse acordo, bem como o princípio da neutralidade das redes, previsto no Marco Civil da Internet (…). O estudo referenciado traduz a compreensão de que a plataforma YouTube não trata de forma isonômica o conteúdo distribuído ao usuário a título de “conteúdo informativo”, dada a sua concentração em uma mesma rede de produção de conteúdo sobre a qual, de forma ainda mais grave, recai graves indícios de imparcialidade política – diz um trecho da ação.

Leia também1 Mulher morta pelo ex-marido em SP teve pesadelo sobre crime
2 Ciro Nogueira: Atirar celular foi 'mil vezes mais grave' que ofensa
3 Pr. Silas Malafaia critica Vera: "Não suporta ser questionada"
4 Gleisi Hoffmann condena crime de lulista, mas cita Bolsonaro
5 Deputado diz dever desculpas a Tarcísio, mas não a Vera

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.