Leia também:
X Lula diz que voltará “mais calmo” e “com mais experiência”

Lula quer criar o “Ministério das Questões Indígenas” se for eleito

Ex-presidente deu a declaração ao participar de um evento em Brasília

Henrique Gimenes - 12/04/2022 14h50 | atualizado em 12/04/2022 15h24

Ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva Foto: Divulgação/Ricardo Stuckert

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou, nesta terça-feira (12), que pretende criar um ministério para tratar das questões indígenas caso seja eleito nas eleições em outubro. A declaração foi dada durante participação no Acampamento Terra Livre, em Brasília.

Em seu seu discurso, Lula disse que pretende nomear um indígena para ocupar a pasta. Ele também lembrou de outros ministérios criados por ele.

– Eu criei o Ministério da Pesca, da Mulher. Por que não criar o “Ministério da Questão Indígena”? Não sei quem, mas se prepare que alguém terá que assumir o “Ministério dos Indígenas” e não será um branco como eu. Será um índio, uma índia – ressaltou.

O ex-presidente também aproveitou para disparar críticas contra o governo do presidente Jair Bolsonaro.

– Vamos ser um governo para distribuir liberdade e fraternidade, não armas, não balas. Não queremos invasão em terra indígena (…) vivemos um governo que desrespeita os povos indígenas – destacou.

Ele ainda disse que tem disposição para voltar a governar o Brasil.

– Estou disposto a voltar a governar este país. Em 12 anos, a gente aprende muito. A gente sabe o que fez, o que não fez e o que poderia ter feito. Se a gente quiser fazer política correta para os indígenas, nós precisamos visitar os estados, conhecer o que vocês vivem, o que vocês precisam – afirmou.

Leia também1 Lula diz que voltará "mais calmo" e "com mais experiência"
2 Barroso sugere que Bolsonaro é o 'inimigo' contra 'poderes do bem'
3 "Se depender do Fachin, Lula será presidente", diz Bolsonaro
4 Ciro Nogueira diz que Lula é "cabo eleitoral" de Bolsonaro
5 Michelle critica Folha de SP por matéria sobre Jesus: 'Cristofobia'

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.