Leia também:
X Bolsonaro: Sachsida tem carta branca para privatizar Petrobras

Lula pretende “resgatar Paulo Freire” na educação

"A escola se transformou em delegacia", diz integrante da equipe de campanha do petista

Monique Mello - 15/05/2022 15h08 | atualizado em 16/05/2022 10h52

Ex-presidente Lula Foto: Ricardo Stuckert/PT

O programa de governo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), no que tange à educação, mira nas escolas cívico-militares, uma das bandeiras do governo do presidente Jair Bolsonaro (PL). Caso seja eleito, o petista quer propor um novo acordo com estados e municípios com o objetivo de revogar leis e medidas adotadas pelo atual chefe do Executivo.

Auxiliares na campanha de Lula contestam, dentre vários pontos, intervenções do governo federal no Conselho Nacional de Educação (CNE) e leis que “limitam os investimentos na educação”, como a Emenda 95.

– Um aspecto que para nós é muito importante é a revogação da Emenda Constitucional 95 – disse a vereadora Macaé Evaristo, uma das colaboradoras das propostas, ao Metrópoles.

A parlamentar, que se considera “freiriana”, defende o fim do processo de militarização das escolas.

– A escola se transformou em delegacia. Precisamos dizer não ao processo de militarização das escolas. Esse é um ponto-chave. Vou falar do ponto de vista pedagógico. O nosso objetivo é retomar essa visão do Paulo Freire de uma educação emancipatória, de uma educação que coloca a vida como ponto central, se colocando contrária a um projeto que, para mim, legitima a desumanização – declarou.

O programa de Lula vem sendo pensado pelo Núcleo de Acompanhamento de Políticas Pública (Napp), formado no âmbito da Fundação Perseu Abramo, instituição formuladora de políticas do PT. De acordo com o grupo, o plano se inspira no filósofo Paulo Freire, criticado pelos conservadores.

As ideias ainda não estão sacramentadas, visto que precisam ser discutidas no conjunto de sete partidos que integram a frente de Lula: além do PT, estão na coligação PSB, PCdoB, PV, Rede, PSOL e Solidariedade.

Leia também1 Gregório Duvivier pede que eleitores de Ciro votem em Lula
2 Petistas veem "prejuízo" para Lula no embate com Bolsonaro
3 Partido de Bolsonaro prepara 1ª ação contra Lula na Justiça
4 Casamento de Lula terá 9h de duração e muita bebida
5 Alckmin tentará atrair "pastores desconhecidos" para apoiar Lula

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.