Leia também:
X Marca de sorvete muda nome em campanha de bissexualidade

Huck faz vídeo em defesa das pesquisas eleitorais e é criticado

"As pesquisas não estão aí para beneficiar ou prejudicar qualquer candidato", disse o apresentador

Monique Mello - 23/09/2022 13h10 | atualizado em 23/09/2022 14h08

Luciano Huck defende pesquisas Foto: Reprodução/Vídeo redes sociais

Nesta quinta-feira (22), Luciano Huck publicou em suas redes sociais um vídeo no qual faz uma verdadeira ode às pesquisas eleitorais. A defesa do método vem em meio à descredibilidade dos institutos, para muitos, que viraram alvo até do presidente da Câmara Arthur Lira.

Na gravação, o apresentador tenta explicar que as pesquisas funcionam. Ele começa citando como exemplo um exame de sangue, para qual não é necessário retirar todo o sangue do corpo.

– No exame de sangue, uma pequena amostra é suficiente para mostrar o que está acontecendo no seu corpo inteiro – disse.

Com o exemplo, Huck afirma que é possível uma amostra de 3 mil pessoas representar o país inteiro.

Ao citar exemplos de pesquisas em eleições passadas, o apresentador escolheu o Instituto Datafolha. Ele mostrou as eleições de 1998, 2006, e 2018, vencidas por, respectivamente, Fernando Henrique Cardoso, Luiz Inácio Lula da Silva e Jair Bolsonaro. Ao falar deste último, o global “revirou os olhos”.

– Quando um instituto – seja ele qual for, mas seja sério -, faz uma pesquisa eleitoral, ele segue uma lógica (…). O Brasil tem sim uma tradução séria em pesquisas eleitorais, feita por gente capacitada, com metodologia científica. Elas não estão aí para beneficiar ou prejudicar qualquer candidato – afirmou o apresentador, sendo criticado nos comentários.

– Como médico, digo que sua comparação não está adequada. Pois no sangue, você pode escolher o que dosar. E se não for colhido o que precisa ser dosado, talvez nunca ache o que está errado. Analogia fraca. Além do mais, alguns exames precisam de correlação clínica – respondeu um internauta.

– Todo mundo sabe como funciona uma pesquisa. Quando ela não é comprada! – disse outro.

– Depois dessa campanha pra validar as falsas pesquisas, começo a desconfiar – apontou mais um.

Confira o vídeo:

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Luciano Huck (@lucianohuck)

Leia também1 Pesquisa Brasmarket aponta Bolsonaro com 44,9% e Lula 31%
2 Confira as pesquisas sobre voto evangélico para presidente
3 Após crítica a pesquisas, Lira indica que Folha vestiu carapuça
4 Confira famosos que declararam apoio a Lula à Presidência
5 Marisa Orth sobre Bolsonaro: "Botou meu público contra mim"

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.