Leia também:
X Bolsonaro: Ministro do Supremo que se ofende com AI-5 é ‘frouxo’

Holiday aciona o TSE e pede que candidatura de Lula seja negada

Vereador aponta abuso de poder econômico e propaganda antecipada por parte da campanha petista

Paulo Moura - 09/08/2022 09h44 | atualizado em 09/08/2022 11h16

Vereador Fernando Holiday apresentou pedido de impugnação da candidatura de Lula Foto: Câmara Municipal de São Paulo/André Bueno

O vereador Fernando Holiday (Novo) apresentou ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) um pedido de impugnação à candidatura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) ao Palácio do Planalto nas eleições deste ano. A petição foi apresentada por Holiday e pelo pré-candidato a deputado estadual Lucas Pavanato (Novo).

Na documentação, o vereador e Pavanato elencaram três episódios onde consideraram ter existido abuso de poder econômico e antecipação de campanha por parte do presidenciável. O primeiro seria a apresentação da cantora Daniela Mercury no dia 1° de maio deste ano, em São Paulo. O show ficou marcado por uma polêmica relacionada ao suposto pagamento da apresentação com recursos públicos.

Os autores da ação apontam que Daniela Mercury “discursou, declarou voto e cantou em defesa” de Lula. A petição ainda afirma que “o município promoveu evento com Daniela Mercury em comemoração ao dia do trabalho, entretanto, o evento contou com grande manifestação política em favorecimento de um pré-candidato”.

O segundo evento citado por Holiday e Pavanato aconteceu no dia 27 de junho de 2022, em meio a festividades do Vitória do Pé de Serra, que teve como um dos patrocinadores o município de Vitória de Santo Antão em parceria com o Governo do Estado de Pernambuco.

Na ocasião, de acordo com os autores do pedido, “a influenciadora chamada Deolane Bezerra, Marília Arraes (pré-candidata ao Governo de Pernambuco) e André de Paula (pré-candidato ao Senado) subiram ao palco do show e entoaram em claro e bom som “‘olê, olê, olá, Lula, Lula’ e todos fizeram o ‘L’ de Lula com as mãos, inflamando o público”.

Por fim, a petição destaca uma manifestação política realizada pela cantora Ludmilla, no dia 29 de maio deste ano, durante o evento conhecido como Virada Cultural, em São Paulo. Na ocasião, o vereador e o pré-candidato narram que a artista pediu para a plateia fazer o “L” com os dedos, símbolo atrelado a Lula. Além disso, os autores do pedido afirmam que o telão do evento apresentava as cores do Partido dos Trabalhadores (PT).

A solicitação foi apresentada no processo que julga o registro de candidatura do petista, que está sob relatoria do ministro Carlos Horbach, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Não há data prevista para que ele seja definido. No entanto, o prazo final para a deliberação de todos as solicitações de candidatura é o dia 12 de setembro, de acordo com o calendário eleitoral.

Leia também1 Bolsonaro: Ministro do Supremo que se ofende com AI-5 é 'frouxo'
2 Flow com Bolsonaro ultrapassa audiência de show de Beyoncé
3 WhatsApp lança recurso que permite esconder status online
4 Plano de governo de Bolsonaro prevê reajuste a servidor público
5 "Sabemos o viés de esquerda da maioria dos ministros do STF"

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.