Leia também:
X José Dirceu teme ser preso caso Lula perca eleições deste ano

Haddad: Eleição não vai escolher um governo, mas um regime

Candidato ao governo de São Paulo levantou novas críticas a Jair Bolsonaro em evento de campanha

Monique Mello - 11/09/2022 15h03 | atualizado em 12/09/2022 15h00

Lula e Fernando Haddad Foto: Ricardo Stuckert/PT

O candidato do PT ao governo de São Paulo, Fernando Haddad, aumentou o coro de críticas ao presidente Jair Bolsonaro (PL). Citando os recentes casos de violência entre apoiadores dos candidatos à Presidência, o petista afirmou que as eleições deste ano não vão escolher um governo, “mas escolher um regime”.

Ao lado do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e do seu candidato a vice, Geraldo Alckmin (PSB), em ato em Taboão da Serra, Região Metropolitana de São Paulo, Haddad declarou que as eleições definirão “se a gente vai continuar vivendo uma liberdade, ou jogar o Brasil no abismo do autoritarismo”.

Continuando as críticas, o ex-prefeito paulistano afirmou que o chefe do Executivo é um homem que não respeita ninguém, “a não ser quem lamba suas botas”.

Haddad afirmou que “agora eles partirão para ignorância total”, reforçando a importância de uma vitória em primeiro turno.

*Com informações da AE

Leia também1 José Dirceu teme ser preso caso Lula perca eleições deste ano
2 Lula vira alvo de notícia-crime por comparar 7/9 à Ku Klux Klan
3 Deputado Filipe Barros e família são agredidos durante campanha
4 TSE proíbe Bolsonaro de usar imagens do 7/9 em campanha
5 Jair Bolsonaro diz que todos serão cobrados no "último dia"

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.