Leia também:
X Leite acusa Doria de comprar votos e fazer ‘pressões indevidas’

Grupo de Doria ameaçou acionar PF para apurar falha em app

Processo de escolha do presidenciável do PSDB tem sido marcado por muita confusão

Paulo Moura - 23/11/2021 10h42 | atualizado em 23/11/2021 11h08

João Doria ao lado de aliados, como a deputada Joice Hasselmann Foto: Estadão Conteúdo/Dida Sampaio

Durante uma das reuniões do PSDB para tentar resolver o futuro das prévias da partido que definirão o candidato a presidente da República em 2022, aliados do atual governador de São Paulo, João Doria, ameaçaram acionar até a Polícia Federal (PF) para investigar os problemas no aplicativo de votação, que acabaram motivando a suspensão do processo.

A informação foi divulgada pelo jornal O Estado de São Paulo, que afirmou que a tensão ocorreu ainda no domingo (21), dia da votação. Segundo a publicação, a ideia só foi abandonada depois que o vice-governador de São Paulo, Rodrigo Garcia, ajudou a acalmar os ânimos. Além disso, o compromisso da direção nacional da PSDB de retomar o processo também teria contornado o conflito.

O processo de escolha do presidenciável do PSDB tem sido marcado por muita confusão e desavenças tanto entre os principais concorrentes, os governadores Eduardo Leite (RS) e João Doria (SP), quanto entre seus correligionários. Desde o último final de semana, integrantes das duas campanhas e até os próprios candidatos têm acusado um ao outro de compra de votos.

Nesta segunda-feira (22), o diretório nacional da sigla decidiu que deve concluir o processo de prévias do partido para a escolha do candidato tucano à Presidência da República até o próximo domingo (28). Uma das hipóteses mais prováveis para a continuidade do processo é a de que, ao longo da semana, os grupos de filiados sejam divididos e passem a votar de forma escalonada.

Leia também1 Pacheco afirma ter 'coragem de sobra' para concorrer ao Planalto
2 Militares recusam convite para teste das urnas, afirma CNN
3 Petista diz que não vacinados não devem ter acesso a hospitais
4 Bolsonaro desafia Moro: "Quero ver ele em um carro de som"
5 Acidente com ônibus mata 45 na Bulgária, incluindo 12 crianças

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.