Leia também:
X MP arquiva inquérito de R$ 5 mi em propina contra Haddad

Doria diz que será “combativo” se Alckmin for vice de Lula

Governador de São Paulo disse respeitar a decisão do ex-governador de deixar o PSDB

Henrique Gimenes - 15/12/2021 19h55 | atualizado em 16/12/2021 11h18

João Doria e Geraldo Alckmin Foto: Alexandre Carvalho/A2img

Nesta quarta-feira (15), o governador de São Paulo, João Doria, disse respeitar a decisão do ex-governador Geraldo Alckmin de deixar o PSDB, mas garantiu que será “combativo” caso ele integre uma chapa com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva para a Presidência em 2022. A declaração foi dada durante uma entrevista à imprensa dada por Doria após deixar o prédio do Supremo Tribunal Federal (STF) em Brasília.

O anúncio de saída de Alckmin do PSDB foi feito pelo próprio ex-governador de São Paulo, nesta quarta. Em suas redes sociais, o político afirmou que “chegou a hora da despedida. Hora de traçar um novo caminho”. Disse ainda que irá anunciar novidades em breve.

Ao comentar a decisão, Doria afirmou que irá se opor ao antigo colega de partido, mas garantiu que será educado.

– A partir do momento que o ex-governador Geraldo Alckmin tomou a decisão de se desfiliar do PSDB, é a sua decisão onde ele deseja se filiar politicamente e quem ele deseja apoiar eleitoralmente […] Mas serei combativo não só em relação a Lula, e se tiver ao seu lado o ex-governador Geraldo Alckmin, serei educado como sempre fui, mas serei combativo a essa opção – destacou.

O governador de São Paulo esteve na sede do STF para falar sobre a determinação da Corte a respeito do passaporte da vacina para viajantes vindos do exterior. Doria se reuniu com o presidente da Corte, ministro Luiz Fux, e com o ministro Luís Roberto Barroso.

Leia também1 Alckmin anuncia saída do PSDB, e chapa com Lula fica mais perto
2 Confira a carta de desfiliação de Geraldo Alckmin do PSDB
3 Passaporte da vacina obrigatório tem maioria no STF com 6 votos
4 OAB divulga candidatos ao posto de Nunes Marques no TRF-1
5 MP arquiva inquérito de R$ 5 mi em propina contra Haddad

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.