Leia também:
X Bruno Krupp será transferido para UPA de presídio

Chapa Lula-Alckmin registra a candidatura ao Planalto no TSE

Partidos têm até o dia 15 de agosto para oficializar suas candidaturas

Monique Mello - 07/08/2022 08h43 | atualizado em 08/08/2022 12h14

Lula e Geraldo Alckmin Foto: Ricardo Stuckert/PT

A chapa formada entre o ex-presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e o ex-governador paulista Geraldo Alckmin (PSB) pediu neste sábado (6), ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) o registro de candidatura ao Palácio do Planalto.

Com o fim das convenções, os partidos têm até o dia 15 de agosto para solicitar à Corte a oficialização de seus candidatos nas eleições de outubro.

– A chapa Lula-Alckmin está oficialmente registrada. Estamos muito contentes em dar início ao processo eleitoral, marco fundamental da democracia, maior ativo da sociedade brasileira – diz nota oficial divulgada pela campanha de Lula e Alckmin, candidatos à Presidência e à Vice-Presidência, respectivamente.

A chapa é apoiada pelos dois outros partidos que formam uma federação com o PT, o PCdoB e o PV, além de Solidariedade, Avante, PSOL e Rede.

No último dia 29, o PSB oficializou em convenção o nome de Alckmin como candidato a vice na chapa de Lula ao Planalto. Ex-governador de São Paulo, Alckmin integrou o PSDB por 33 anos. Após atritos internos, o agora ex-tucano deixou no ano passado o partido que ajudou a fundar. Neste ano, filiou-se ao PSB para formar a aliança com Lula.

Adversário do PT por décadas, Alckmin decidiu se juntar aos petistas para tentar derrotar o presidente da República Jair Bolsonaro (PL).

*AE

Leia também1 Veja o tempo dos presidenciáveis nas propagandas de rádio e TV
2 Alessandro Molon trava "guerra" contra o PT: "Pressão indevida"
3 Candidaturas frustradas custaram mais de R$ 15 milhões
4 Lula diz que eleição "não será fácil" e mobiliza sua militância
5 Novo vai ao TSE contra Lula por propaganda eleitoral antecipada

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.