Leia também:
X Na TV Globo, Bolsonaro diz que acabou com a mamata da Globo

Bolsonaro questiona Tebet sobre caso Celso Daniel e Lula

Candidata, no entanto, não respondeu a questão

Henrique Gimenes - 29/09/2022 23h09 | atualizado em 30/09/2022 11h58

Candidatos Jair Bolsonaro e Simone Tebet Foto: Reprodução/TV Globo

Na noite desta quinta-feira (29), durante o último debate eleitoral com os candidatos à Presidência, o candidato Jair Bolsonaro (PL), que disputa a reeleição, questionou a candidata Simone Tebet (MDB) sobre o caso Celso Daniel. O questionamento foi feito ao perguntar se ela concordava com o posicionamento da senadora Mara Gabrili (PSDB), vice em sua chapa.

Após a pergunta feita por Bolsonaro, no entanto, Tebet disse ao presidente que fizesse o questionamento diretamente ao candidato Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

Prefeito de Santo André e coordenador da campanha de Lula em 2002, Celso Daniel foi encontrado morto em janeiro do mesmo ano, com marcas de tortura e tiros em uma estrada de Juquitiba (SP). Ele havia sido sequestrado após deixar um restaurante na capital paulista. Inicialmente, a Polícia Civil apontou que se tratava de “crime comum”, mas o Ministério Público declarou que a versão não se sustentava.

Segundo os irmãos de Celso Daniel, Bruno José Daniel Filho e João Francisco Daniel, o homicídio foi um crime político para queima de arquivo. Celso estaria envolvido em um esquema de corrupção de empresários do setor de transportes e funcionários da Prefeitura de Santo André para desviar dinheiro para o Partido dos Trabalhadores.

Leia também1 Na TV Globo, Bolsonaro diz que acabou com a mamata da Globo
2 Fernandinho: Cristão não vota ou defende partidos de esquerda
3 Jair Renan Bolsonaro mostra porta pichada e fala em "ódio"
4 Bolsonaro chama Lula de gângster: "Tem amigo bandido"
5 Bolsonaro pede afastamento de Moraes em ação sobre lives

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.