Leia também:
X Bancada ruralista confirma apoio a Bolsonaro no 2° turno

Bolsonaro espera que institutos não ‘dobrem aposta’ no 2º turno

"A intenção é interferir na democracia", declarou o presidente

Pleno.News - 05/10/2022 13h51 | atualizado em 05/10/2022 14h39

Presidente Jair Bolsonaro Foto: Foto: Isac Nóbrega/PR

O presidente Jair Bolsonaro (PL) voltou a criticar os institutos de pesquisa nesta quarta-feira (5), após o ministro da Justiça, Anderson Torres, ter pedido na véspera para a Polícia Federal investigar as empresas. A declaração do chefe do Executivo, em pronunciamento no Palácio da Alvorada, foi endossada pelo governador reeleito do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB), que declarou apoio a Bolsonaro no segundo turno.

– Muitos votaram em quem estava na frente para não ter segundo turno, para botar um ponto final nas eleições, para não perder mais um domingo, segundo a ideia dessas pessoas. Arrastaram, sim, pessoas para lá. Tanto é que, quando foi anunciado o segundo turno no domingo, o que aconteceu com nossa economia na segunda-feira? O dólar caiu demais, a bolsa subiu bastante, é uma demonstração de que estavam precificando o que apontavam os institutos de pesquisa, a volta do PT – disse Bolsonaro.

– A intenção é interferir na democracia. Isso é antidemocrático – emendou.

O chefe do Executivo também afirmou esperar que os institutos “não dobrem a aposta” no segundo turno. Na primeira etapa da disputa, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) obteve 48,43% dos votos válidos, contra 43,20% de Bolsonaro. A pesquisa Datafolha divulgada na véspera da eleição apontava o petista com 50% e o candidato à reeleição com 36%. O levantamento do Ipec, por sua vez, mostrava o candidato do PT com 51% e o chefe do Executivo com 37%.

Ibaneis disse que quem vai determinar se haverá ou não investigação contra os institutos é a Polícia Federal.

– Os institutos de pesquisa no Brasil têm agido contra a democracia e merecem, sim, serem investigados e punidos – declarou o governador do DF, ao lado de Bolsonaro.

*AE

Leia também1 Lira defende “punir e banir” empresas de pesquisas eleitorais
2 Governador Ibaneis Rocha, do DF, declara apoio a Bolsonaro
3 SP: Rodrigo Maia pede demissão após Garcia apoiar Bolsonaro
4 Em 2022, PT venceu 10 estados a menos do que 1° turno de 2002
5 FHC declara voto em Lula e cita 'democracia e inclusão social'

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.