Leia também:
X Rádios: Campanha de Bolsonaro entregará provas nesta terça

Fachin e Barroso votam a favor de manter ‘superpoderes’ do TSE

Resolução da Corte Eleitoral está em análise no Supremo Tribunal Federal

Paulo Moura - 25/10/2022 09h08 | atualizado em 25/10/2022 12h00

Edson Fachin e Luís Roberto Barroso Foto: Abdias Pinheiro/ASCOM/TSE

Os ministros Edson Fachin e Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal (STF), votaram a favor de manter em vigor a resolução do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) que aumenta o poder de polícia da Corte e prevê a remoção de fake news de redes sociais em até duas horas. O caso é analisado no plenário virtual do STF, com encerramento previsto para esta terça-feira (25).

O pedido foi enviado ao Supremo pelo procurador-geral da República, Augusto Aras, que questionou a resolução do TSE sob o argumentos de que a Corte “invadiu a competência legislativa da União sobre direito eleitoral” e de que as “normas impugnadas ferem a liberdade de manifestação do pensamento”.

O relator da ação no STF, o ministro Edson Fachin, disse em seu voto não considerar que o Tribunal Superior Eleitoral “exorbitou o âmbito da sua competência normativa, conformando a atuação do seu legítimo poder de polícia incidente sobre a propaganda eleitoral”. O voto de Fachin foi seguido pelo ministro Luís Roberto Barroso.

– A disseminação de notícias falsas, no curto prazo do processo eleitoral, pode ter a força de ocupar todo espaço público, restringindo a livre circulação de ideias – justificou Fachin.

Aprovada na última quinta-feira (20), a resolução do TSE prevê, entre outros pontos, que as redes sociais retirem as fake news do ar em até duas horas – e não em 24 horas, como era antes. Além disso, a Justiça Eleitoral fica autorizada a agir de ofício caso o conteúdo seja sabidamente inverídico, já julgado por colegiado e republicado em outros sites.

Leia também1 Rádios: Campanha de Bolsonaro entregará provas nesta terça
2 WhatsApp tem instabilidade em vários países nesta terça-feira
3 Jornalista é demitido após post sobre facada em Bolsonaro
4 PT recomenda "voto crítico" em Leite no Rio Grande do Sul
5 Roberto Jefferson permanecerá preso e seguirá para Bangu 8

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.