Leia também:
X Simone Tebet almoça com Lula na casa de Marta Suplicy, em SP

Bancada ruralista confirma apoio a Bolsonaro no 2° turno

Grupo representa maioria dos parlamentares da Câmara e integra comissões importantes na Casa

Pleno.News - 05/10/2022 13h08 | atualizado em 05/10/2022 13h23

Bolsonaro durante participação no Encontro Nacional do Agro Foto: PR/Clauber Cleber Caetano

O presidente da Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA), Sérgio Souza (MDB-PR), confirmou nesta quarta-feira (5) o apoio da bancada ruralista ao presidente Jair Bolsonaro (PL) no segundo turno da eleição para o Palácio do Planalto. O deputado é do mesmo partido da senadora Simone Tebet, que concorreu à Presidência e foi a terceira mais votada no primeiro turno.

– É muito claro o resultado do que aconteceu e acontece no Brasil nos últimos anos. O agro não parou nem na pandemia. O agro é o grande pilar de sustentação deste país e tem responsabilidade com o desenvolvimento, com a geração de emprego e renda, com a segurança jurídica e, principalmente, com o direito à propriedade – afirmou Souza, após uma reunião com Bolsonaro.

Souza já havia aderido à candidatura do presidente Bolsonaro no primeiro turno, apesar de seu partido, o MDB, ter chapa própria à Presidência, com a senadora Simone Tebet. Já o vice-presidente da frente, o deputado federal Neri Geller (PP-MT), é um dos principais articuladores da chapa Lula/Alckmin com o agronegócio no Centro-Oeste.

Hoje, 280 parlamentares integram a FPA, sendo 39 senadores e 241 deputados federais. Na Câmara, o grupo representa 54,6% do total de parlamentares e integra comissões importantes como a do Meio Ambiente, Constituição e Justiça, além da Agricultura. A bancada é uma das mais ativas do Congresso, com forte influência na aprovação de projetos ligados ao setor produtivo.

No Alvorada, ao lado de Souza e outros parlamentares da bancada ruralista, Bolsonaro disse que o agronegócio era “muito estigmatizado” pelos partidos de esquerda, em uma crítica aos governos do PT.

– O agronegócio é orgulho nacional, conversamos mais sobre as questões do campo, a nossa responsabilidade com a segurança alimentar do Brasil e mais de 1 bilhão de pessoas ao redor do mundo, o quanto crescemos ao longo desses quatro anos de mandato e quanto poderemos crescer – completou o presidente.

*AE

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.