Leia também:
X Sergio Moro parabeniza Mourão: “Voz sensata na República”

Agenda de Bolsonaro e Tarcísio tem motociata no interior de SP

O presidente participou da inauguração da obra de duplicação de um trecho da rodovia Transbrasiliana

Pleno.News - 25/02/2022 10h24 | atualizado em 25/02/2022 10h39

Tarcísio de Freitas e Bolsonaro Foto: Isac Nóbrega /PR

Ao lado do ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, seu provável candidato ao governo de São Paulo, o presidente Jair Bolsonaro esteve nesta quinta (24), em São José do Rio Preto, no interior paulista, onde liderou uma motociata, caminhou entre apoiadores e defendeu seu governo. Durante a visita, que teve clima de campanha, o presidente evitou a imprensa. Em seu discurso, criticou governadores e as gestões petistas, sem citar diretamente o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

– Quero que vocês voltem a 2018 e pensem que, se aquela facada tivesse sido fatal, quem estaria no meu lugar? Como estaria o nosso Brasil, não apenas na questão da economia, mas de um bem maior, muito mais valioso do que a nossa própria vida, que é nossa liberdade? – discursou.

O presidente participou da inauguração da obra de duplicação de um trecho da rodovia Transbrasiliana (BR-153), que corta a área urbana de Rio Preto. Bolsonaro chegou ao local do evento na carroceria de uma caminhonete, à frente de uma motociata com centenas de participantes, acompanhado por Tarcísio de Freitas. Durante 12 minutos, o presidente caminhou no meio dos apoiadores, distribuindo abraços, apertos de mão e posando para selfies. Em coro, Bolsonaro era chamado de “mito”, e Tarcísio, de “governador”.

Criticado por sua postura durante a pandemia de Covid-19, Bolsonaro defendeu as ações do seu governo e atacou governadores.

– Quase todos os governadores obrigaram o povo a ficar em casa e não pensaram nas consequências – disse.

Prefeito

O governador de São Paulo, João Doria, pré-candidato do PSDB à Presidência, não compareceu às agendas do presidente. O governo paulista tem acusado o Palácio do Planalto de sabotar o estado. Bolsonaro encerrou sua visita à capital de SP, onde participou da solenidade de inauguração de dois reservatórios de água de macrodrenagem do Córrego Ipiranga que terão a finalidade de conter inundações. Ele e o prefeito Ricardo Nunes (MDB) trocaram elogios durante a solenidade.

– Muito obrigado, presidente, pelo seu olhar de sensibilidade com a cidade de São Paulo – disse Nunes, que mencionou o acordo sobre o Aeroporto do Campo de Marte. O acerto extingue a dívida municipal com a União em troca da cessão do local.

Leia também1 Bolsonaro 'repreende' Mourão após falas sobre a Rússia
2 Itamaraty: Não há segurança para tirar brasileiros da Ucrânia
3 Moraes derruba quebra de sigilo de Bolsonaro pela CPI da Covid
4 PGR fará 'devassa' em delações em busca de 'furos' de Moro
5 Hamilton Mourão irá se filiar ao Republicanos no dia 16 de março

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.