Leia também:
X Recife terá 2º turno entre João Campos e Marília Arraes

Russomanno fala em lealdade e parabeniza Covas e Boulos

"Não me arrependo de nada que a gente fez", afirmou

Pleno.News - 16/11/2020 00h44

Celso Russomano teve apoio do presidente Bolsonaro Foto: Agência Estadão/Ettore Chieriguine

O candidato derrotado à Prefeitura de São Paulo pelo Republicanos, Celso Russomanno, afirmou que não iria avaliar se o apoio do presidente Jair Bolsonaro foi decisivo para que ele ficasse fora do segundo turno, mas começou o discurso em que reconheceu a derrota ressaltando que foi “leal” ao presidente.

– Essa é uma análise que não vou fazer. O que eu vou dizer claramente é que não me arrependo de nada que a gente fez (…) Éramos sabedores dos ônus e dos bônus que a gente ia ter durante a eleição (…) A lealdade e a fidelidade valem mais do que uma eleição – disse, ao ser perguntado se a aliança com o presidente o prejudicou.

Russomanno buscou afirmar que tinha poucos recursos para a campanha, ante os demais candidatos.

– Tínhamos poucos recursos e não pudemos fazer impulsionamento e está cada vez mais claro que o impulsionamento nas redes sociais demonstra uma força muito grande, até pela produção de fake news feita contra minha pessoa.

Bruno Covas (PSDB) – 1.752.949 votos

Guilherme Boulos (PSOL) – 1.079.924 votos

Márcio França (PSB) – 727.926 votos

Celso Russomanno (REPUBLICANOS) – 560.239 votos

*Estadão

Leia também1 Presidente Jair Bolsonaro diz que esquerda sofreu derrota
2 Em São Paulo, 2º turno será disputado por Covas e Boulos
3 Feliciano: "Volta da eleição manual é medida que se impõe"
4 Bia Kicis: "Justiça Eleitoral falha na hora H, mas tudo normal"
5 Eduardo Bolsonaro protocola PL por mais segurança eleitoral

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.