Leia também:
X Mourão considera se candidatar ao cargo de senador em 2022

No Rio, criminosos ‘escolhem’ em quem moradores devem votar

Bandidos impedem que candidatos não aprovados façam em seus territórios

Pleno.News - 30/10/2020 15h40 | atualizado em 30/10/2020 15h46

No Rio, criminosos “escolhem” em que moradores devem votar Foto: Reprodução/ Instagram

Moradores de áreas sob controle da milícia e do tráfico de drogas no Rio de Janeiro encontram dificuldade para ter acesso a determinados candidatos nessas eleições. De acordo com uma reportagem da TV Globo, criminosos impedem que os residentes dos locais possam ouvir a propostas de candidatos que não foram aprovados.

A emissora ouviu relatos de candidatos que contaram que não podem fazer campanha em determinado bairros da cidade que são controlados por traficantes ou milicianos. Um deles chegou a contar que morrer se entrar no local.

– Na última eleição de 2016, eu vim candidato e eu fazia um trabalho numa localidade. Após as eleições, eu não pude mais atuar e não entro. E eu sou tratado como de outra facção, como se eu fosse um bandido – disse um candidato que não se identificou.

A reportagem também ressaltou que os moradores também não podem se manifestar caso pretendam votar em alguém que não seja apoiado pelos criminosos.

– Você tem que escolher seu candidato e ficar calado porque senão a gente corre risco de vida também. Só em querer apoiar alguém – explicou um eleitor que não se identificou.

Segundo a emissora, candidatos fecham acordos com traficantes e milicianos e, a partir daí, passam a poder fazer campanha nesses territórios.

Um outro morador também denunciou ameaças recebidos dos criminosos.

– Ultimamente tem pessoas descaracterizadas que tão indo lá fazer pesquisa, batem no seu portão e perguntam: você vota em quem? (…) Eles avisam: ‘Você tem que votar em tal candidato porque, se não votar, vai ficar complicado para o seu lado. Marginais se reúnem próximo aos locais de votação e dão recado bem claro para a população: ‘Se não votar, vai morrer ou será expulso’. Tem que votar – destacou.

Leia também1 Bolsonaro recebe Crivella para gravar vídeo de apoio às eleições
2 Datafolha no Rio: Paes tem 28%, Crivella e Martha têm 13%
3 Tribunal de Justiça do Rio bloqueia bens de Eduardo Paes
4 Crivella: "Acredito e defendo a família tradicional brasileira"
5 Justiça do RJ manda soltar ex-deputada Cristiane Brasil

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.