Leia também:
X A pedido de Lula, Haddad aceita concorrer às eleições de 2022

Mourão e embaixador dos EUA conversam sobre Amazônia

Todd Chapman afirmou que o governo Biden quer trabalhar junto ao Brasil

Pleno.News - 05/02/2021 17h27 | atualizado em 05/02/2021 17h33

Hamilton Mourão, vice-presidente do Brasil Foto: PR/Alan Santos

Com a agenda climática como uma das prioridades do governo norte-americano, o vice-presidente Hamilton Mourão se reuniu nesta sexta-feira (5) com o embaixador dos Estados Unidos, Todd Chapman, para tratar sobre a questão ambiental e a preservação da Amazônia. No encontro, Mourão apresentou medidas adotadas pelo governo no combate aos crimes ambientais.

A avaliação do vice-presidente brasileiro é de que foi aberto um canal de comunicação com os EUA. Presidente do Conselho Nacional da Amazônia, Mourão avaliou o diálogo como “muito bom” e uma oportunidade para o governo brasileiro mostrar os seus esforços para a preservação ambiental, alvo de pressões internacionais.

– A gente quer mostrar o que nós estamos fazendo, abrindo esse diálogo via embaixada, e deixar claro que as informações todas que forem necessárias nós temos condições de prestar, de mostrar – disse ele, em conversa com jornalistas.

Na saída da reunião, Chapman reforçou a atenção do governo norte-americano com a pauta climática, articulada pelo representante especial da Casa Branca para questões do clima e do ambiente, John Kerry.

– Falamos sobre muitos temas, mas, claro, muitos temas relacionados ao meio ambiente. Realmente a administração do novo presidente Biden está enfatizando muito a importância da mudança climática – disse o embaixador.

Chapman afirmou que o governo Biden quer trabalhar junto ao Brasil e reforçou a importância de reunir-se com autoridades brasileiras no momento de transição política, com a troca de comendo na Casa Branca.

– O que é evidente é que vamos aumentar o nosso interesse de trabalhar com o Brasil na área de mudança climática. Temos um novo representante presidencial, o secretário John Kerry, e tem muita atenção [do governo americano] a esse tema. Queremos trabalhar em conjunto com o Brasil sobre isso – declarou Chapman.

Nesta semana, o governo Biden recebeu um documento assinado por ONGs internacionais e professores de universidades americanas que pedem a suspensão de acordos com o Brasil durante a presidência de Jair Bolsonaro. No documento, as organizações abordam a questão da preservação ambiental e sugerem que o governo americano atente também para outros biomas brasileiros, além da Amazônia.

O Conselho da Amazônia terá a segunda reunião do ano na próxima semana, segundo informou Mourão.

– O embaixador abriu o caminho para a gente montar uma apresentação em inglês de tudo que for definido (na reunião do Conselho) e eles auxiliarem na divulgação disso – comentou o vice-presidente Mourão.

*Estadão

Leia também1 A pedido de Lula, Haddad aceita concorrer às eleições de 2022
2 Conselho de Medicina diz que pandemia foi transformada em ferramenta política contra o governo
3 Bolsonaro diz que governo quer ICMS fixo sobre os combustíveis
4 Bolsonaro convoca presidente da Petrobras para explicar preço dos combustíveis
5 Covid: Aras abre investigação preliminar contra Bolsonaro

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.