Leia também:
X Youtuber Luccas Neto é diagnosticado com Covid-19

Filho de Flordelis não consegue se reeleger no Rio de Janeiro

Misael rompeu relações com mãe adotiva e tirou o nome dela de sua candidatura

Thamirys Andrade - 16/11/2020 18h01 | atualizado em 17/11/2020 16h56

Vereador acusou deputada de ser a mandante do assassinato do pastor Anderson do Carmo Foto: Reprodução

Após retirar o nome da mãe adotiva, Flordelis (PSD), de sua campanha, o vereador Misael (Podemos) não conseguiu a quantidade de eleitores necessária para se reeleger em São Gonçalo (RJ). O candidato recebeu 2.023 votos, cinco a menos do que precisava para permanecer na Câmara Municipal.

Mariola (Podemos) foi quem conquistou a cadeira, com 2.027 votos. Ele venceu o pleito devido à regra do quociente partidário, que corresponde ao número de vagas que o partido obteve.

Quatro anos atrás, Misael se identificava politicamente como Misael da Flordelis. Ele chegou a receber o dobro de votos deste ano, somando de 4.309 eleitores. Misael rompeu relações com sua mãe após o assassinato do pastor Anderson do Carmo, em junho de 2019. Ele acusou a deputada de ser a mentora intelectual do crime dois dias após o ocorrido.

– Muito obrigado meus amigos, pela confiança desses 2.023 votos. A missão continua! Infelizmente faltaram apenas 5 votos para nossa reeleição, estamos como primeiro suplente lutando para uma cidade melhor! – escreveu Misael em suas redes sociais nesta segunda-feira (16).

Leia também1 Gabriel Monteiro: 'Vou combater o bom combate' como vereador
2 Candidatos apoiados por Luciano Huck não foram eleitos
3 Marido de Sarí Corte, prefeito de Tamandaré não se reelege
4 Candidato a vereador descobre que divulgou número errado
5 Anão que Bolsonaro segurou no colo se reelege em Sergipe

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.