Leia também:
X Gilmar nega pedido e mantém bloqueio de bens de Baldy

Eleições: TSE aprova envio de tropas federais para sete estados

Ao todo, 345 cidades vão receber o apoio dos militares durante o pleito

Paulo Moura - 28/10/2020 08h46

Eleições contarão com apoio das Forças Armadas Foto: Agência Brasil/Marcelo Camargo

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) aprovou na terça-feira (27), por unanimidade, o envio de tropas federais para sete estados brasileiros durante o primeiro turno das eleições municipais, que vão ocorrer no dia 15 de novembro. Os militares vão atuar tanto durante a votação quanto na apuração.

Os pedidos de reforço vieram dos tribunais regionais dos estados do Amapá, Pará, Maranhão, Mato Grosso do Sul, Rio Grande do Norte, Acre e Tocantins. Os governos locais também foram consultados e autorizaram a medida. No último dia 20, um decreto do governo federal autorizou o emprego dos militares na tarefa. Ao todo, as forças vão atuar em 345 localidades.

O presidente do TSE, ministro Luís Roberto Barroso, ressaltou que a medida é justificada porque, nestes locais, há histórico de conflitos em pleitos anteriores, reduzido efetivo da Polícia Militar, necessidade de garantir a segurança e a integridade física da sede do cartório eleitoral e de servidores, além da distância e acesso dificultoso entre as localidades.

O primeiro turno da eleição acontece no próximo dia 15 e o segundo turno, onde houver, será no dia 29 de novembro. O calendário foi adiado em razão da pandemia do coronavírus. Em 2018, mais de 28 mil militares das Forças Armadas foram convocados para atuar em 598 localidades nos dois turnos de votação. Em 2016, foram 25 mil militares, e em 2014, 30 mil.

Leia também1 Site de campanha de Donald Trump é invadido e sai do ar
2 Entenda como são as eleições presidenciais nos EUA
3 Paulo Guedes sobre Bolsonaro: 'Deixem o homem se pronunciar'
4 MG: Vereador é investigado por importunação sexual
5 Zambelli ignora "ameaça do PSL" e decide manter live com Crivella

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.