Leia também:
X Jovens poderiam ter mudado rumo da eleição no Rio

Ataque hacker ao TSE acessou dados de 2020 de servidores

Polícia Federal acreditava que criminosos tinham acessado apenas informações antigas

Gabriela Doria - 19/11/2020 16h07 | atualizado em 19/11/2020 16h10

Fachada do prédio do Tribunal Superior Eleitoral
Ataque hacker sofrido pelo TSE expôs dados deste ano de servidores Foto: Divulgação/TSE

A Polícia Federal concluiu que o ataque hacker sofrido pelo Tribunal Superior Eleitoral neste ano conseguiu obter dados de 2020 de servidores do TSE, e não apenas de anos anteriores, como se acreditava. A investigação teve a colaboração do tribunal. A informação é da coluna de Ancelmo Gois, do jornal O Globo.

Segundo a apuração, os dados acessados traziam informações pessoais de funcionários antigos e atuais da Justiça Eleitoral, além de ex-ministros.

A PF acredita que o ataque aconteceu antes de 1º de setembro, mas os dados só foram expostos no último dia 15, data do 1º turno da eleição municipal. Já na ocasião, o TSE afirmou que se tratava de um ataque antigo.

A polícia identificou que o ataque partiu de Portugal. Autoridades avaliam que se trata de uma maneira de tentar pôr em dúvida a segurança do processo eleitoral brasileiro.

Ainda no dia das eleições, houve um outro ataque ao site do TSE, este sem sucesso. A polícia rastreou que a origem desta tentativa partiu do Brasil, dos Estados Unidos e da Nova Zelândia.

No dia seguinte ao 1º turno, o ministro Luís Roberto Barroso, presidente do TSE, atribuiu a ação a “milícias digitais”.

– Ao mesmo tempo em que houve o ataque, milícias digitais entraram em ação. Há suspeita de articulação de grupos extremistas que se empenham em desacreditar eleições, clamam pela volta da ditadura e muitos deles são investigados pelo STF – disse Barroso.

Leia também1 "A apuração das eleições foi bizarra", diz Eduardo Bolsonaro
2 TSE: Barroso se desculpa com 'colegas e sociedade' por atrasos
3 TSE contratou supercomputador das eleições sem fazer licitação
4 Maia defende atuação do TSE no primeiro turno das eleições
5 Barroso pede à PF que investigue ataque ao TSE no dia da eleição

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.