Leia também:
X Veja como candidatos famosos se saíram nas eleições de 2020

Anão que Bolsonaro segurou no colo se reelege em Sergipe

Zé Miúdo é vereador na cidade de Itabaianinha

Thamirys Andrade - 16/11/2020 13h38 | atualizado em 16/11/2020 13h46

Político sergipano recebeu 524 votos Foto: Reprodução

José Eraldo Santana (PSDB), o anão que viralizou nas redes ao ser segurado no colo pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido) para uma foto, se reelegeu nas eleições desse ano. Com 524 votos, Zé Miúdo, como gosta de ser chamado, permanece como vereador da pequena cidade de Itabaianinha, em Sergipe.

Descrito como o “menor político do Brasil” e o “anão que Jair Bolsonaro botou nos braços” em sua conta nas redes sociais, José Eraldo exibe uma montagem de duas fotos com o presidente em seu perfil do Instagram. A primeira aconteceu quando, durante um congresso nacional de vereadores, Zé Miúdo pediu para tirar uma foto com Bolsonaro na Câmara dos Deputados e foi erguido pelo presidente. Dois anos depois, o político sergipano se encontrou novamente com Bolsonaro e o episódio se repetiu.

Na ocasião, os internautas acusaram Bolsonaro de tê-lo confundido com uma criança, mas Zé Miúdo explica:

– Ele me viu e me reconheceu, tem uma memória boa. Ele lembrou de mim lá de Brasília, me levantou e disse: em Brasília eu botei você no colo, agora eu vou botar você no braço. (…) Eu acho que o povo pensou isso porque tinha gente gritando: ‘Tem mais criança, tem outra criança’ – contou.

Em 2016, Zé Miúdo se elegeu pelo MDB, com 528 votos. Esse ano, o vereador trocou de partido pelo PSDB e foi reeleito com 524.

Leia também1 Saiba quem são os vereadores eleitos na cidade de São Paulo
2 Saiba quem são os vereadores eleitos no Rio de Janeiro
3 Filho de candidato que morreu em live é eleito no lugar do pai
4 Carmelo Neto, ex-conselheiro do governo, é eleito vereador no CE
5 Nikolas Ferreira, do Direita Minas, é eleito vereador em BH

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.