CORONAVÍRUS
- Tudo o que você precisa saber
-->
Leia também:
X PDT de Ciro Gomes vai ao TSE e pede anulação das eleições

TSE abre investigação sobre campanha de Jair Bolsonaro

Ministro Jorge Mussi atendeu a um pedido do PT sobre envio de mensagens em massa

Henrique Gimenes - 19/10/2018 21h09 | atualizado em 19/10/2018 21h34

Jair Bolsonaro Foto: Reprodução

Nesta sexta-feira (19), o corregedor do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Jorge Mussi, abriu uma investigação contra a campanha do candidato do PSL à Presidência, Jair Bolsonaro. A ação foi apresentada pelo Partido dos Trabalhadores (PT).

Nesta quinta-feira (18), uma reportagem publicada pelo jornal Folha de S.Paulo apontou que empresários pagaram por mensagens contra Fernando Haddad (PT) enviadas pelo aplicativo. Eles também estariam preparando um novo envio em massa dessas mensagens para a próxima semana.

Ao dar prosseguimento às investigações, Mussi rejeitou as solicitações pedindo busca e apreensão de imediato. Ele também negou o pedido de quebra de sigilo das empresas suspeitas. De acordo com o ministro, é preciso ouvir a outra parte antes, já que o pedido do PT é feito com base em matérias jornalísticas.

 

O ministro deu um prazo de cinco dias para que a campanha de Jair Bolsonaro se manifeste.

PGR pede investigação

A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, também solicitou que a Polícia Federal (PF) abra um inquérito para investigar o caso. Ela enviou um pedido ao ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann onde afirma que a reportagem já motivou um inquérito pela Procuradoria-Geral Eleitoral (PGE).

Leia também1 Haddad: "Brasil tem Justiça analógica para crime digital"
2 Bolsonaro: 'Falar a verdade é o suficiente para sair vitorioso'

Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo