Leia também:
X Presidente de estatal é preso por corrupção e fraudes

SP: Oito pessoas são presas em protesto contra Jair Bolsonaro

Dois foram detidos por roubo e outros seis por depredação a uma agência bancária

Camille Dornelles - 31/10/2018 10h25 | atualizado em 31/10/2018 11h38

Protesto acaba com oito presos Foto: Folhapress/Futura Press/Danilo M. Yoshioka

Nesta terça-feira (30), a Polícia Militar de São Paulo prendeu oito pessoas durante uma manifestação contrária ao presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) na Avenida Paulista, na capital de São Paulo.

Duas delas foram flagradas por roubo e outras seis por vandalismo a uma agência bancária do Bradesco e uma do Itaú. Os casos aconteceram nos momentos finais do protesto. Além da depredação às agências bancárias, os criminosos também montaram uma barricada no meio da via, que foi retirada pela polícia.

O ato, acionado nas redes sociais, foi dirigido pelas entidades Povo Sem Medo, MTST, UNE e sindicatos contrários ao presidente. Mesmo sem ter tomado posse ainda, Bolsonaro enfrenta cobranças para respeitar a Constituição e os valores democráticos.

Um dos organizadores era o candidato derrotado Guilherme Boulos (PSOL). Ele acusou, em seu Twitter, o presidente eleito de ameaçar os movimentos sociais e afirmou fazer “resistência”.

– Bolsonaro foi eleito presidente. Mas não imperador. Não pode passar por cima dos valores democráticos, da liberdade de manifestação e expressão. Precisa respeitar a oposição e os movimentos sociais, não ameaçá-los. Por isso estaremos nas ruas, pelas liberdades democráticas e por nossos direitos. Essa resistência é legítima e não iremos silenciar diante de qualquer ataque. Vamos sem medo! – escreveu Boulos.

Protestantes cometem crimes durante manifestação Foto: Folhapress/Futura Press/Danilo M. Yoshioka

Leia também1 TOP 10 propostas de Bolsonaro para acompanhar e cobrar
2 Bolsonaro: "Vamos pegar pesado contra a violência"
3 Bolsonaro: "Violência no Brasil já passou da linha do absurdo"

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.